A metodologia de uso do Facebook no ensino de emergência enquanto produto

Autores

  • A. M. Fumian UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • D. C. G. de A. Rodrigues UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2199

Palavras-chave:

Facebook, ensino, nova proposta, processo educativo

Resumo

As tecnologias de informação encontram-se praticamente em todos os espaços do mundo globalizado. O objetivo deste trabalho é fundamentar os métodos viáveis para execução de processo educativo através de uma rede social de grande veiculação. Ao abordar a confecção de um produto pedagógico o pesquisador deve se inteirar dos aspectos diversos que envolvem o desenvolvimento e implementação do mesmo. Para desenvolver uma Metodologia De Uso Do Facebook No Ensino De Emergência foram necessárias percepções sobre o mundo virtual, o processo educacional e o que o público busca ao acessar uma plataforma do tipo social, este processo ocorreu por meio de observação participante exercida através da criação de um perfil educativo na plataforma Facebook. É concebido de maneira geral que os ambientes de educação virtual têm representado papel importante na formação de diversos profissionais e fundamentar uma base metodológica para que este tipo de ensino possa ser implementado por meio de uma rede social ajuda os educadores frente às facilidades e obstáculos que a internet oferece. Sendo assim propõe-se neste trabalho metodologia de ensino, onde foram dispostas informações referentes a internet, segurança na rede, introdução ao Facebook, métodos de utilização do Facebook durante o processo de ensino e a aplicabilidade do produto buscando, não só elucidar aspectos gerais desta rede social para leigos, como também oferecer ao profissional educador emergencista um auxílio na promoção da excelência em ensino. A metodologia, portanto, constitui uma nova proposta para o ato educativo tanto no aspecto formal como informal providenciando subsídios para um ensino dinâmico e eficaz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)