Orientações para o uso do GPS na educação ambiental

Autores

  • D. Sampaio UniFoa – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. F. Alves-Oliveira UniFoa – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2235

Palavras-chave:

educação ambiental, GPS, interdisciplinaridade

Resumo

A metodologia de desenvolvimento da cartilha Orientações para o uso do GPS na Educação Ambiental teve como princípio diminuir o hiato que existe entre os conteúdos escolares ensinados no ensino regular com as geotecnologias existentes. Pois, com as novas orientações de avaliação do MEC, o ensino deve valorizar as tecnologias atuais para inserir os alunos no campo da tecnologia. Consequentemente haverá também um ganho no aprendizado, pois os alunos estão crescendo em um mundo cada vez mais digital e utilizar esses recursos em sala torna o processo e ensino/aprendizagem mais prazeroso e significativo. O objetivo é que seja uma ferramenta para os professores do Ensino Médio trabalharem a Educação Ambiental de forma interdisciplinar. Com a evolução da técnica, a sociedade modificou-se profundamente no último século e novas tecnologias e relações sociais foram criadas. A escola, que tem a função de criar cidadãos críticos e conscientes, precisa acompanhar essas modificações que a tecnologia trouxe para o meio social. Esta cartilha apresenta uma proposta de trabalho que envolve conceitos científicos aliados ao uso de tecnologias. Com as novas metodologias avaliativas propostas pelo Ministério da Educação, esta cartilha é uma forma de compartilhar uma metodologia diferenciada realizada com alunos do Ensino Médio e com professores de diferentes áreas do conhecimento. Assim, esperamos contribuir com uma educação de melhor qualidade que produza significado para os alunos envolvidos na metodologia proposta. Esta cartilha foi elaborada com conteúdo de Geografia e Cartografia, podendo ser utilizada como subsídio para conteúdo de Ecologia, Biologia, História, etc., isto é, para trabalhos interdisciplinares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)