O preparo de acadêmicos de enfermagem frente ao processo da morte e o morrer

Autores

  • M. F. R. Pinto UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. P. Faxas UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • I. C. M. Silva UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v6.n2%20Esp.2359

Palavras-chave:

enfermagem, ensino de enfermagem, morte, morrer

Resumo

Este estudo tem como objeto a percepção de acadêmicos de enfermagem acerca do preparo da academia sobre o processo da morte e o morrer. Como objetivos: Analisar o discurso de acadêmicos de enfermagem acerca do entendimento do processo da morte e o morrer; descrever as dificuldades que acadêmicos de enfermagem apontam diante da possibilidade ou da concretude do processo doença-morte no cenário hospitalar; investigar o preparo de acadêmicos de enfermagem frente ao processo da morte e do morrer no convívio hospitalar. Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva e de abordagem qualitativa, que foi realizada em uma Instituição de Ensino Superior no município de Volta Redonda no Estado do Rio de Janeiro. Os sujeitos da pesquisa foram quarenta acadêmicos de enfermagem do 8º período da turma 2010 do turno noturno. A pesquisa possibilitou perceber que um grande número dos acadêmicos de enfermagem possui opiniões com mesmo sentido, usando apenas expressões diferentes no que se refere à morte e ao morrer. Constatou-se que acadêmicos apresentam dificuldades em lidar com sentimentos que aparecem no envolvimento com os pacientes quando vão a óbito e ao transmitir a notícia do óbito a familiares dos pacientes assistidos. Atribui-se a isso a turbulência de sentimentos que os envolve esse momento como também ao despreparo emocional e psicológico de acadêmicos pela falta de vivência e oportunidades durante o curso nesse aspecto. Os achados possibilitaram ainda perceber que acadêmicos não estão preparados para vivenciar o processo da morte e do morrer, devido à insuficiência de oportunidades para reflexão e discussão sobre tema na academia, evidenciado pelas poucas disciplinas citadas quando se é questionado acerca das disciplinas cursadas relacionadas ao tema morte. O estudo contribuirá para a elaboração de conteúdos programáticos destinados a organização de uma nova disciplina ou complementação de outras que contemplem o tema da morte e do morrer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-08-2018

Como Citar

PINTO, M. F. R.; FAXAS, M. P.; SILVA, I. C. M. O preparo de acadêmicos de enfermagem frente ao processo da morte e o morrer. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 6, n. 2 Esp, p. 112, 2018. DOI: 10.47385/cadunifoa.v6.n2 Esp.2359. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2359. Acesso em: 8 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)