Musicalização infantil: formação docente para educação ambiental

Autores

  • H. C. Gomes UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • C. Novikoff UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

Palavras-chave:

musicalização infantil, formação docente, educação ambiental

Resumo

A habilidade de estudar música é considerada por muitos educadores – entre eles, o norte – americano Howard Gardner, autor da Teoria das Inteligências Múltiplas (1995) – como uma forma de inteligência tão imprescindível tanto quanto às lógico-matemática e lingüística, sendo que esta, auxiliaria inclusive a potencialização de outras. Esta afirmativa vem sendo comprovada também com os mais recentes estudos diante da neurociência e da biomusicologia, confirmando a música como impulsionadora de novas sinapses, contribuindo para uma grande plasticidade cerebral em qualquer idade cronológica do ser humano. Na área de ensino a música é utilizada como recurso didático para o desenvolvimento de habilidades tais como: esquema corporal, lateralidade, estruturação espacial, orientação temporal, tônus, equilíbrio, grafismo, pré-escrita, cognição, memória, atenção, raciocínio lógico-matemático, linguagem oral, linguagem artística, expressão livre e afetividade, que são estimuladas através de caráter lúdico, individualmente ou em pequenos grupos, que pode-se denominar de processo de Musicalização, o que é muito diferente de abordar a música como resultado estético e com a simples função de apresentação social. Para esta comprovação Edwin Gordon (2002) aborda as propriedades da linguagem musical necessárias desde a primeira infância baseando-se em sua Teoria de Aprendizagem Musical (TAM). Com este enfoque, a musicalização como processo em/ para o desenvolvimento humano, e para instrumentalizar o professor atuante para a Educação Ambiental, garantida em forma de Lei, recorte da pesquisa dissertativa: “Musicalização Infantil: Formação Docente para Educação Ambiental” propôs-se o Curso de Formação Continuada “EnCANTAR Brincando: Um novo jeito de ensinar, uma nova maneira de aprender” (150 horas), já desenvolvido em ensaios, na formas de oficinas pedagógicas, desde 2008. Tendo como objetivos principais: Compreender o processo de ensino da Educação Ambiental para a Educação Infantil mediados pela musicalização e a criação deste novo recurso didático pedagógico para o currículo escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14-08-2018

Como Citar

GOMES, H. C.; NOVIKOFF, C. Musicalização infantil: formação docente para educação ambiental. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 5, n. 1esp, p. 20, 2018. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2394. Acesso em: 21 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

<< < 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>