Educação permanente em atenção à saúde do adolescente: proposta de implantação na Estratégia Saúde da Família

Autores

  • M. M. A. Fonseca UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • G. C. Leite UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • A. L. T. D. Souza UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

Palavras-chave:

adolescente, educação permanente, estratégia saúde da família

Resumo

A Educação Permanente é proposta como nova ferramenta de trabalho para reflexão, suporte nas transformações da prática profissional e da relação das equipes de saúde com adolescentes. Esta proposta está sendo desenvolvida em uma unidade de saúde da família no município de Resende, escolhida por promover ações intersetoriais com a escola local. O objetivo é sensibilizar os profissionais para o planejamento e transformação das suas práticas e melhorar a qualidade do atendimento na atenção integral ao adolescente a partir da identificação das dificuldades e potencialidades dos profissionais e as necessidades dos adolescentes. O projeto é de natureza qualitativa, com abordagem pesquisa-ação, baseado nos resultados de questionário elaborado e aplicado pelo Centro de Atenção à Saúde do Adolescente (CAAR) para avaliação do perfil da equipe e sua visão sobre aspectos relacionados aos adolescentes. Foram analisados 16 questionários, evidenciando: 25% dos profissionais com nível superior, 43,75% dos profissionais atendendo diariamente adolescentes; predomínio de adolescentes atendidos do gênero feminino (69,75%); 81,25% dos profissionais identificando as necessidades pelo diálogo; ausência de horário específico declarada por 93,75% dos profissionais. Identificação da abordagem quanto à dificuldade: baixa - gravidez, sexualidade, DST e relações familiares; alta - dependência química e violência. Motivação da demanda- gravidez, contracepção, problemas odontológicos e dependência química. Conclusão: o diálogo é a melhor estratégia para abordar as necessidades dos adolescentes, sendo a dependência química e a violência temas de difícil manejo. Proposta: realização de oficinas sobre Educação Permanente em Saúde com atividades teórico-práticas sobre temas relacionados à adolescência.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14-08-2018

Como Citar

FONSECA, M. M. A.; LEITE, G. C.; SOUZA, A. L. T. D. Educação permanente em atenção à saúde do adolescente: proposta de implantação na Estratégia Saúde da Família. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 5, n. 1esp, p. 26, 2018. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2400. Acesso em: 4 out. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>