Relação Médico / Paciente: o imaginário coletivo de último-anistas de medicina sobre a futura profissão

Autores

  • G. C. Oliveira UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • R. G. Oliveira UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • S. G. Carneiro UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. A. M. Barreto UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

Palavras-chave:

desenho-estória com tema, estudantes de medicina, relação médicopaciente

Resumo

O trabalho é uma atividade natural do ser humano, promovendo manutenção e desenvolvimento da saúde e a satisfação laboral e pessoal são influenciadas pelo imaginário coletivo. Diante das dificuldades que os jovens têm nas suas escolhas profissionais, condutas e vivências relacionadas aos determinantes sócio-econômicos, resolvemos destacar o imaginário de alunos de medicina, sobre a profissão do médico. Consideramos que as dificuldades de adaptação durante a formação médica e os sentimentos e pensamentos dos jovens formandos merecem uma melhor compreensão. Nossos objetivos foram analisar o imaginário coletivo de estudantes do último ano do curso de medicina sobre a profissão do médico e gerar conhecimento necessário para atuar psicoprofilaticamente. Esse trabalho foi um projeto de Iniciação Científica que abordou o tema através do método de Desenhos- Estória com tema. Foram pesquisados alunos voluntários do 11º e 12º períodos de medicina, do interior do Estado do Rio de Janeiro e observados determinantes lógico-emocionais que sustentam o imaginário coletivo, através de uma abordagem psicanalítica. Foram obtidos 17 desenhos-estória com prevalência de alguns campos psicológicos não conscientes. Destaca-se aquele referente às produções em que são expressas imagens que os estudantes têm sobre o médico e o paciente, percebendo a descaracterização da figura destes, além de concepções puramente capitalistas, como a representação do profissional como um cifrão. Destacam-se, também, representações estereotipadas como, por exemplo, o “homem vitruviano”, demonstrando a dificuldade em integrar idéias pré-concebidas acerca da profissão. Também é perceptível a retratação de dúvida persistente quanto à própria escolha. Foi notado um afastamento do que é preconizado pelas DCN´s e as expectativas do futuro profissional. A necessidade da reapropriação da própria escolha e a aproximação da realidade que será vivenciada enquanto profissional da medicina são bastante observadas nesse estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08/14/2018

Como Citar

OLIVEIRA, G. C.; OLIVEIRA, R. G.; CARNEIRO, S. G.; BARRETO, M. A. M. Relação Médico / Paciente: o imaginário coletivo de último-anistas de medicina sobre a futura profissão. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 5, n. 1esp, p. 34, 2018. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2408. Acesso em: 1 jul. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>