Ensinando as novas diretrizes de reanimação cardiopulmonar no UniFOA

Autores

  • N. I. de Carvalho
  • R. G. B. de Souza
  • C. H. N. Ramos
  • M. V. Bronzato UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. R. Braz

Palavras-chave:

parada cardíaca, reanimação cardiopulmonar, novas diretrizes

Resumo

A ressuscitação cardiopulmonar, reanimação cardiopulmonar (RCP) ou ainda reanimação cardiorrespiratória (RCR) é um conjunto de manobras destinadas a garantir a oxigenação dos órgãos quando a circulação do sangue de uma pessoa para (parada cardiorrespiratória). Nesta situação, se o sangue não é bombeado para os órgãos vitais, como o cérebro e o coração, esses órgãos acabam por entrar em necrose, pondo em risco a vida da pessoa. São várias as novas recomendações quanto à reanimação cardiopulmonar, a maioria com a finalidade de prover boa circulação durante a parada cardíaca. A alteração mais importante é a ênfase na qualidade das compressões torácicas. O atendimento da parada cardiorrespiratória é conhecimento prioritário de todo profissional de saúde, independente de sua especialidade, ressaltando que As novas diretrizes contêm modificações significativas para tentar melhorar a prática da reanimação e a sobrevida de pacientes com parada cardíaca e que um processo educativo que permita a inclusão permanente de pessoas leigas, de profissionais de saúde e alunos no processo ensino-aprendizagem em Ressuscitação Cardiopulmonar e Primeiros Socorros, será um caminho viável para a melhoria do atendimento às vítimas Desta forma, esta tese tem por objetivo revisar as principais alterações na reanimação praticada pelo profissional de saúde, sendo de suma importância a atualização quanto às novas diretrizes de RCP para melhorar a qualidade da reanimação e alcançar melhores taxas de sobrevida dos pacientes críticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08/14/2018

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>