Identificação do agente infeccioso HIV existente nos cadáveres que deram entrada no Instituto Medico Legal na cidade de Volta Redonda

Autores

  • M. V. R. Carvalho UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • S. E. V. Cury UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • L. Francesquini Junior FOP-UNICAMP – Faculdade de Odontologia de Piracicaca- UniCamp,
  • E. Daruje Junior FOP-UNICAMP – Faculdade de Odontologia de Piracicaca- UniCamp,

Palavras-chave:

necropsia, virus HIV, AIDS/SIDA

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar a existência ou não do agente etiológico HIV em cadáveres, no intuito de determinar se a pesquisa necroscópica é fator de risco de transmissão para a equipe envolvida na execução do ato investigatório, comparando os resultados com os da literatura mundial. O estudo ocorreu na área de Odontologia Legal e Deontologia da FOP-UNICAMP e no SML de Volta Redonda – RJ onde realizou-se a coleta de sangue retirada da câmara atrial cardíaca dos 50 cadáveres que deram entrada no período de 18 de maio a 26 de junho de 2009. O procedimento para análise imunológica foi feito pelo teste rápido de HIV e pelo ensaio imunoenzimático (ELISA). Dos 50 cadáveres examinados, 46 foram do sexo masculino e 4 do sexo feminino, com idade entre 21 a 50 anos, tendo como maior causa de morte o traumatismo por acidente no transito e por projétil de arma de fogo em homicídio. Houve um único resultado positivo para HIV no teste ELISA e no teste rápido (quimioluminescência) das amostras analisadas. O estudo concluiu que há riscos para os Médico-legistas, Odonto-legistas e técnicos de necropsia de infeccionar-se com o HIV nos procedimentos de necropsia, desde que não se respeite as diretrizes de biossegurança para os atos operatórios que envolvam risco biológico. Tendo este trabalho detectado a presença do HIV em 2,4% das amostras efetivamente examinadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-11-2018

Como Citar

CARVALHO, M. V. R.; CURY, S. E. V.; FRANCESQUINI JUNIOR, L.; DARUJE JUNIOR, E. Identificação do agente infeccioso HIV existente nos cadáveres que deram entrada no Instituto Medico Legal na cidade de Volta Redonda. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 4, n. 1esp, p. 46, 2018. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2572. Acesso em: 5 out. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>