Prevalência do consumo de suplementos alimentares em praticantes de exercícios de contra resistência em academias de ginástica de Volta Redonda - RJ

Autores

  • N. V. Almeida UniFoa - Centro Universitário de Volta Redonda
  • S. F. Morais UniFoa - Centro Universitário de Volta Redonda

Palavras-chave:

suplementos alimentares, exercícios, academia

Resumo

A busca pelo corpo perfeito vem aumentando a cada dia, principalmente em academias de ginástica. Para alcançar este objetivo, praticantes de exercícios físicos utilizam vários métodos que vão desde a prática em excesso de exercícios físicos, até uso de suplementos que podem ou não trazer sérios danos à saúde se não utilizados com orientações de profissionais capacitados.  O objetivo do trabalho foi o de identificar a prevalência de consumo de suplementos alimentares por praticantes de musculação em academias de ginástica de Volta Redonda. 86 praticantes de musculação de 18 a 60 anos de ambos os sexos foram abordados nas academias pelas universitárias do curso de nutrição em diferentes dias e horários, para preenchimento dos questionários. A idade média dos participantes foi de 26,3 anos, a maioria foi do sexo masculino (55,8%) enquanto que 44,1% eram do sexo feminino, todos os participantes praticavam musculação sendo que 39,5% praticavam a menos de 6 meses, 22,0% praticavam entre 6 meses á 1 ano e 38,2% a mais de 1 ano. A ingestão de suplemento alimentar foi de 34,8% sendo 70% do sexo masculino e 30% do sexo feminino. Os suplementos alimentares mais utilizados foram as proteínas (40%), os carboidratos (16,6%) além da ingestão combinada dos nutrientes citados (13,3%). 63,3 % dos usuários não conhecem os efeitos adversos da ingestão desses alimentos enquanto que apenas 36,6% disseram conhecer tais efeitos. Quanto a orientação profissional 40% não obtiveram nenhuma orientação, 33,3% foram orientados por professores de educação física e 20% por nutricionistas. Apesar do consumo de suplemento não ser alto, a porcentagem de indivíduos que não conhecem seus efeitos adversos é alta e a falta de orientação profissional adequada é grande o que pode trazer riscos à saúde desses indivíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-02-2019

Como Citar

ALMEIDA, N. V.; MORAIS, S. F. Prevalência do consumo de suplementos alimentares em praticantes de exercícios de contra resistência em academias de ginástica de Volta Redonda - RJ. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 3, n. 1 esp, p. 76, 2019. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2810. Acesso em: 19 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.