Perfil comparativo de resistência bacteriana da colonização nasal por Staphylococcus aureus

Autores

  • J. F. Guedes UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • F. A. Alves UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • A. N. Norberg UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. L. Neto UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda

Resumo

O Staphylococcus aureus apresenta grande destaque dentre os patógeno mais prevalentes no ambiente hospitalar por apresentar elevada capacidade de aquisição de resistência a antibióticos. Objetivo: Avaliar a incidência e o perfil de resistência de colonização nasal por Staphylococcus aureus em acadêmicos com diferentes intensidade de contato hospitalar nas Faculdades de Medicina de Volta Redonda e Campo Metodologia: Em Volta Redonda, foram amostrados 33 acadêmicos do ciclo básico co restrição do contato hospitalar e 36 do ciclo clínico com efetivo contato. Em Campo foram amostrados 30 acadêmicos do ciclo básico e 30 do clínico, sendo realizada avaliação do perfil de resistência a 12 antibióticos. Resultados: A colonização nasal pel referido agente em Volta Redonda foi de 11 cepas (30,5%) nos estudantes do ciclo clínic e 10 cepas (29,4%) nos do básico. Em Campos, foi de 12 cepas (40%) nos acadêmico do ciclo clínico e 9 cepas (30%) nos do básico. Sendo o perfil de resistência significativamente maior nos acadêmicos do ciclo clínico, em ambas as escolas Conclusão: Os resultados encontrados foram similares em ambas escolas, indicando necessidade de conscientização de médicos e acadêmicos para uma criteriosa utilizaçã de fármacos antibióticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

02/11/2019

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)