Utilização do bagaço de malte como alimentação animal: uma alternativa para o pequeno produtor

Autores

  • Jéssica Motta Carvalho Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)
  • Ana Caroline da Silva Simões Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)
  • Mabelle Biancardi Oliveira de Medeiros Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)
  • Alba Regina Pereira Rodrigues Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v16.n46.3411

Palavras-chave:

Silos. Alimentação Animal. Aproveitamento de Resíduo. Bagaço de Malte

Resumo

O consumo de leite e carne bovina vem aumentando, o que se deve ao elevado consumo interno e das exportações. No entanto, as áreas de pastagens vêm diminuindo a cada ano, o que ocasionaria uma falta de alimentação para o gado. Um outro problema que se intensifica são as perdas no processo industrial ou a geração de resíduos. Em algumas indústrias esses resíduos gerados não sofrem um reaproveitamento adequado e podem causar grandes problemas ambientais dependendo da maneira na qual são descartados. Logo, a necessidade de produção de alimentos para os ruminantes e o descarte adequado para os resíduos industriais tornam-se um aliado adequado para a solução do problema. Utilizou-se o capim elefante da espécie capiaçu e bagaço de malte para a elaboração de silos, obtendo uma alternativa de alimentação de baixo custo para o pequeno produtor. Foram feitos silos do bagaço de malte seco, em diferentes proporções, misturado com o capim elefante e avaliou as características físico-químicas do silo ao longo de 90 dias. Os silos de capim elefante e bagaço de malte tiveram maior porcentagens de proteínas, quando comparados com o silo somente de capim, proporcionando para o gado uma alimentação de melhor qualidade. Observou-se que o período de coleta e maturação do capim elefante também influenciam na proteína bruta do capim, precisa-se avaliar também as etapas de silagem para que não existam falhas, tendo uma boa vedação do silo e temperatura adequada. De forma geral, a silagem de capim elefante e bagaço de malte pode ser utilizada como uma fonte de alimentação para animais, podendo ser uma alternativa de baixo custo e eficaz para a produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jéssica Motta Carvalho, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)

Aluna do curso de Engenharia de Alimentos

Ana Caroline da Silva Simões, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)

Aluna do Curso de Engenharia de Alimentos

Mabelle Biancardi Oliveira de Medeiros, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)

Departamento de Engenharia de alimentos - Fenomênos de Transporte

Alba Regina Pereira Rodrigues, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)

Departamento de Engenharia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos

Referências

AZOUBEL, P. M.; EVANGELISTA, E. C. D. A.; DE OLIVEIRA, S. B.; SILVA, I. R. A.; ARAÚJO, A.J.B. Cinética de secagem da casca de manga “Tommy Atkins”. XVII Congresso Brasileiro de engenharia Química, Recife ,2008.

BARCELOS, A.F. et al. Valor nutritivo e características fermentativas da silagem de capim-elefante com diferentes proporções de casca de café. Ciências animais do Brasil, Goiânia, v.19, 1-12, 2018.

BRUST.L.A.C, et al, Enfermidades em bovinos associadas ao consumo de resíduos de cervejaria. Pesquisa Veterinária Brasileira, v.35, n. 12, p. 956-964, 2015.

CORDEIRO, L. G. Caracterização e viabilidade econômica do bagaço de malte oriundo de cervejarias para fins energéticos, 2011.

DINIZ, J. et al. Teores de Nutrientes na silagem de capim elefante CV. Napier com adição de coprodutos regionais. XXII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica, XVIII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação e VIII Encontro de Iniciação à Docência- Universidade do Vale do Paraíba, 2018.

DOS REIS, D. R. et al. Influência das características do ar na cinética de secagem de pimenta variedade bico/Influence of air characteristics on drying kinetics of beak pepper. Brazilian Journal of Food Technology, v. 18, n. 2, p. 146, 2015. ISSN 1516-7275.

FERRANDO, J. K. Valor nutritivo do bagaço de cevada como aditivo em silagem de milho. Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Agrárias. Curso de Zootecnia, Florianópolis 2015. Disponível em > https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/156645/Josiane_2015_1.pdf?sequence=1 < Acessado dia 7 de junho de 2020.

FUJIL, I. A. Determinação de umidade pelo método do aquecimento direto – técnica gravimétrica com emprego do calor. Iuni educacional. Universidade de Cuiabá – MT, UNIC. 2015. 5p.

GOMES, R.H. Utilização do bagaço de malte como ração animal. Trabalho de conclusão de curso, IMESA, 2010

GONÇALVES, L.C.; BORGES, I.; FERREIRA, P.D.S. Alimentos para gado de leite. Editora FEPMVZ, 2009.

LOPES, C. R. et al. Estudo cinético de desidratação e caracterização do bagaço de malte resíduo da indústria, Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica, 2015.

MAPA – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Assessoria de Gestão Estratégica (AGE). Disponível em: <http://www.agricultura.gov.br/. Acesso em 15/02/2019.

MEINERZ, G.R. Silagem de cereais de inverno submetidos ao manejo de duplo propósito. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 40, n. 10, p. 2097-2104, 2011.

MENEGHETTI, C. C.; DOMINGUES,J. L. Características nutricionais e uso de subprodutos da agroindústria na alimentação de bovinos. Revista Eletrônica Nutritime, v.5 n. 02, p. 512-536, 2008.

MUCK, R.E. Factors infl uencing silage quality and other implications for management. Journal of Dairy Science, v.71, p.2292-3002, 1988.

PEREIRA, E.S. et al. Comportamento ingestivo de vacas em lactação alimentadas com diferentes fontes de volumosos conservados. Ciências Agrárias, v. 25, n. 2, p. 159-166, 2004.

PEREIRA, A. V.; LEDO, F. J. S.; MORENZ, M. J. F.; LEITE, J. L. B.; SANTOS, A. M. B.; MARTINS, C. E.; MACHADO, J. C. BRS Capiaçu: cultivar de capim-elefante de alto rendimento para produção de silagem. Comunicado Técnico 79 – Embrapa, 2016.

POPE. A.M,et al. Metodologias de mensuração do pH de silagens do capim elefante. 55ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia. Goiânia-GO, 2018.

SANTOS, E.A., SILVA, D.S., QUEIROZ FILHO. J.L. Composição química do capim-elefante cv. Roxo cortado em diferentes alturas. Revista brasileira zootecnia, v. 30, n. 1, p.18-23, 2001.

TOMICH, T. R; PEREIRA, L. G. R; GONÇALVES, L. C; TOMICH, R. G. P; BORGES, I. Características químicas para avaliação do processo fermentativo de silagens: uma proposta para qualificação da fermentação. Documentos 57 – Embrapa, Corumbá/MS, 2003.

VAN SOEST, P.J. Nutritional ecology of the ruminant. 2.ed. Ithaca, New York: Cornell University, 1994. 476p.

VIEIRA, M. S. Determinação da composição química e do valor nutritivo do bagaço de cevada com suínos. Dissertação de mestrado, UFRRJ, 2010.

Downloads

Publicado

2021-08-26

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)