Detecção de taninos em plantas exóticas cultivadas no Ceará

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v17.n49.3680

Palavras-chave:

Espécies exóticas. Fitoquímicos. Plantas medicinais.

Resumo

Com a evolução dos sistemas e da cultura dos povos, cada vez mais o processo de incorporação de espécies exóticas (EE) é uma realidade no cotidiano da medicina. No Ceará, por exemplo, existem vários estudos que relatam a predominância de EE na arborização do estado. Dentre os fitoquímicos presentes nos vegetais destacam-se os taninos com diversas propriedades já descritas. Assim, esse estudo teve como objetivo detectar nas espécies exóticas Nim Indiano, Figueira, Algaroba e Flamboyant a presença de taninos e correlacionar esses metabólitos secundários com possíveis atividades terapêuticas. O material vegetal (folhas) utilizado nos estudos experimentais, foi colhido no mês de janeiro de 2021 na cidade de Brejo Santo, CE. Para a detecção de taninos utilizou-se as técnicas de prospecção fitoquímica, por meio da reação com gelatina e reação com cloreto férrico, nas quais constatou-se a presença de taninos com a formação de um precipitado e coloração característica. A partir dos experimentos realizados com as plantas exóticas, detectou-se que a presença de taninos condensados em todas elas, em ambas as metodologias empregadas, o que expõe o potencial para serem empregadas em terapêuticas, uma vez que a literatura expõe diversas propriedades biológicas a estes metabólitos secundários, destacando-se a atividade antimicrobiana e antioxidante. Assim, esse estudo ressalta a importância de estudos adicionais com o intuito de buscar avaliar esses compostos mais especificamente, com a possibilidade de aplicação na medicina complementar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Irineu Ferreira da Silva Neto, Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Discente do curso de Farmácia na Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Isadora Ellen Feitoza Ricardino, Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Discente do curso de Farmácia na Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Inácia Bruna Leite, Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Discente do curso de Farmácia na Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Annalu Moreira Aguiar, Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Docente do curso de Farmácia na Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Ana Emília Formiga Marques, Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Docente do curso de Farmácia na Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

Referências

ALVES, Michel Muálem de Moraes. Ácido gálico e ácido elágico: taninos com propriedades antileishmania e imunomoduladoras. 2017. 64f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2017.

CÁDIZ-GURREA, María De La Luz et al. Cocoa and grape seed byproducts as a source of antioxidant and anti-inflammatory proanthocyanidins. International journal of molecular sciences, v. 18, n. 2, p. 376, 2017. DOI: https://doi.org/10.3390/ijms18020376

DA SILVA, Acsa Victoria Ferreira et al. Perfil fitoquímico, doseamento de fenóis, taninos, flavonoides totais, atividade antimicrobiana e antioxidante do palmito do pau-cardoso Cyathea atrovirens. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, v. 3, n. 3, p. 1525-1535, 2020. DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-069

DA SILVA NETO, Irineu Ferreira et al. Bioprospecção farmacológica: Avaliação fitoquímica do nim indiano (Azadirachta indica A. Juss.). Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management, v. 16, n. 2, 2020.

DE MEDEIROS, Patrícia Muniz et al. Why do people use exotic plants in their local medical systems? A syntetic review based on Brasilian local communities. Revista PLoS One, v. 12, n. 9. 2017. DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0185358

DE MOURA, Isaac Anderson Alves et al. Arborização de Quitaiús, Lavras da Mangabeira, Ceará, Nordeste do Brasil: Levantamento quantitativo. In: Congresso Brasileiro de Gestão - 14 - Ambiental e Sustentabilidade, 2017, João Pessoa, PB. Anais [...]. João Pessoa, PB, 2017. p. 240 - 248.

EDSON-CHAVES, Bruno et al. Avaliação qualiquantitativa da arborização da sede dos municípios de Beberibe e Cascavel, Ceará, Brasil. Revista Ci. Fl., Santa Maria, v. 29, n. 1, p. 403-416. 2019. DOI: https://doi.org/10.5902/1980509829939

JAIN, Abhishek et al. Phytochemical composition and antioxidant activity of methanolic extract of Ficus benjamina (moraceae) leaves. Research Journal of Pharmacy and Technology, v. 6, n. 11, p. 1184-1189, 2013.

LAKSHMIBAI, R.; AMIRTHAM, D.; RADHIKA, S. Preliminary phytochemical analysis and antioxidant activities of Prosopis juliflora and Mimosa pudica leaves. Int J Sci Eng Technol Res, v. 4, n. 30, p. 5766-5770, 2015.

MAGALHÃES, Lana Cynthia Silva; SILVA-FORSBERG, Maria Clara. Espécies exóticas invasoras: caracterização e ameaças aos ecossistemas. Revista Scientia Amazonia, v. 5, n. 1, p. 63-74. 2016.

MATOS, F. J. A. Introdução à Fitoquímica Experimental, 3ª. Edição, Fortaleza, 2009.

MONTEIRO, Julio Marcelino et al. Taninos: uma abordagem da química à ecologia. Química Nova, v. 28, n. 5, p. 892-896, 2005. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-40422005000500029

PENG, Kai et al. Condensed tannins affect bacterial and fungal microbiomes and mycotoxin production during ensiling and upon aerobic exposure. Applied and environmental microbiology, v. 84, n. 5, 2018. DOI: https://doi.org/10.1128/AEM.02274-17

PINTO, Flávia. Análise da Arborização Urbana na área Central do Município de Quixadá. Encontros de Iniciação Científica UNI7, v. 9, n. 1, 2019. DOI: https://doi.org/10.22533/at.ed.07919151013

RAUF, Abdur et al. Proanthocyanidins: A comprehensive review. Biomedicine & Pharmacotherapy, v. 116, p. 108999, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.biopha.2019.108999

RUFINO, Mariana Rodrigues; SILVINO, Amanda Sousa; MOURA, Marcelo Freire. Exóticas, exóticas, exóticas: reflexões sobre a monótona arborização de uma cidade brasileira. Revista Rodriguésia, v. 70, e. 03562017. 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-7860201970051

SÁNCHEZ, Andrea Verónica Bravo; CALLE, William Daniel Acuña. Evaluación fitoquímica y determinación de flavonoides en hojas de Ficus benjamina L. Xilema, v. 28, n. 1, p. 61-67, 2015.

SMERIGLIO, Antonella et al. Proanthocyanidins and hydrolysable tannis: accurrence, dietary intake and pharmacological effects. Revista British Journal Pharmacology, v. 174, n. 11, p. 1244-1262. 2017. DOI: https://doi.org/10.1111/bph.13630

SPIEGLER, Verena et al. Transcriptome analysis reveals molecular anthelmintic effects of procyanidins in C. elegans. Plos one, v. 12, n. 9, p. e0184656, 2017. DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0184656

THEISEN, L. L.; ERDELMEIER, C. A.; SPODEN, G. A.; BOUKHALLOUK, F.; SAUSY, A., FLORIN, L.; MULLER, C. P. Tannins from Hamamelis virginiana bark extract: characterization and improvement of the antiviral efficacy against influenza A virus and human papillomavirus. PloS one, v. 9, n. 1, p. e88062, 2014. DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0088062

VALA, Milão; MAITREYA, Bharat. Análise fitoquímica e conteúdo de tanino total (TTC) de Delonix regia (Bojer ex. Hook) Raf. casca usando diferentes solventes coletados na região de Saurashtra. International Association of Biologicals and computational Digest, v. 2. n. 1, p. 46-54, 2017.

Downloads

Publicado

02-08-2022

Como Citar

NETO, I. F. da S.; RICARDINO, I. E. F.; LEITE, I. B.; AGUIAR, A. M.; MARQUES, A. E. F. Detecção de taninos em plantas exóticas cultivadas no Ceará. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 17, n. 49, p. 157–163, 2022. DOI: 10.47385/cadunifoa.v17.n49.3680. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/3680. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde