O papel da nova mulher nas famílias brasileiras

Autores

  • Renan Gomes de Moura Universidade do Grande Rio (UNIGRANRIO)
  • Paloma de Lavor Lopes Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB) e da Faculdade Sul Fluminense (FaSF)
  • Regina Coeli da Silveira Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB) e da Faculdade Sul Fluminense (FaSF)

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v11.n32.430

Palavras-chave:

Mulher, Renda Familiar, PNAD.

Resumo

O poder do homem na estrutura familiar e a educação da mulher voltada para o casamento e maternidade, modelo ideal na sociedade desde o século XVIII, influenciam e vão modificando os papéis de homens e mulheres nas relações sociais. A inserção da mulher no magistério, única função feminina permitida, como forma de mudar sua história de ser apenas mãe e esposa, apresenta novas perspectivas para as mulheres. O presente trabalho vem analisar o processo da construção do papel da mulher na família, na sociedade contemporânea. Como metodologia utilizou-se tanto a pesquisa bibliográfica quanto análise dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) dos últimos 10 anos, visando verificar a participação das mulheres na renda familiar. Percebe-se que o número de mulheres brasileiras ocupando papel principal na renda familiar brasileira se elevou consideravelmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Gomes de Moura, Universidade do Grande Rio (UNIGRANRIO)

Mestrando do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade do Grande Rio. Graduado em Administração pelo Centro Universitário Geraldo Di Biase, possui MBA em Gestão de Competências e Talentos Humanos pelo Centro Universitário Geraldo Di Biase. Tem experiência de pesquisa e docência na área de Administração, com ênfase em Estudos Organizacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: Estudos de gênero, trabalho, trabalho e gênero, controle e dominação no trabalho, diversidade e relações de trabalho, Mercado de Trabalho e seus contextos, práticas de Recursos Humanos e métodos qualitativos em Administração.

Referências

BAUMAN, Z.. Comunidade: a busca por segurança no mundo atual. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

CARDOZO, M. M.; PERETTI, R. M. P. O desenvolvimento da família e a nova condição da mulher na sociedade capitalista. Londrina, 2010. Texto disponível em: www.uel.br/grupo-pesquisa/gepal/anais.../4_marianacardoso.pdf data do acesso: 02/07/2015.

D’INCAO, Maria Ângela.Mulher e família burguesa.In: PRIORE, Mary Del (org.). A história das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2009.

FONSECA, C.. Ser mulher, mãe e pobre. In: M. Del Priore (Org.), História das Mulheres no Brasil (pp. 510-553) (3rd. ed.). São Paulo: Contexto. 2000.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Tradução de Rachel Ramalhete. 34. ed., Petropólis, RJ: Vozes, 2006.

GIULANI, Paola Cappellin. Os movimentos de trabalhadoras e a sociedade brasileira. In: PRIORE, Mary Del (org.). A história das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2009.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estatísticas de Gênero: uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2010. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv88941.pdf. Acesso em: 05/06/2015.

LEAL José Carlos. A maldição da mulher: de Eva aos dias de hoje. São Paulo: DPL, 2004.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

MENDES, Mary Alves. Mulheres Chefes de Família: a complexidade e ambiguidade da questão. In: XIII Encontro da Associação Brasileira de Estudos Populacionais. Minas Gerais, 2002

MUNDY, Liza. O sexo mais rico: Como a nova geração de mulheres está transformando trabalho, amor e família. São Paulo: Paralela, 2013.

NOGUEIRA, C. M. A feminização no mundo do trabalho: entre a emancipação e a precarização, 2004.

PACHECO, Ana Lucia Paes de Barros. Mulheres Pobres e chefes de família. Tese (doutorado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2005.

RIBEIRO, Danielly. A.M.; MARIANO, Nívea. A.; LOPES, SANDRA.O.B. Família monoparental feminina: um olhar sobre as mulheres chefe de família referenciadas no cras de um município de pequeno porte. In: Revista Saber acadêmico, 2014.

STANDING, Guy. O Precariado: a nova classe perigosa. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

TELLES, Norma. Escritoras, Escritas, Escrituras.In: PRIORE, Mary Del (org.). A história das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2009.

THOMPSON, Edward P. Costumes em comum. São Paulo: Cia das Letras, 1998.

Downloads

Publicado

10-12-2016

Como Citar

MOURA, Renan Gomes de; LOPES, Paloma de Lavor; DA SILVEIRA, Regina Coeli. O papel da nova mulher nas famílias brasileiras. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 11, n. 32, p. 55–66, 2016. DOI: 10.47385/cadunifoa.v11.n32.430. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/430. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Ciências Sociais Aplicadas e Humanas

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.