Tratamento cirúrgico de cisto hepático por videolaparoscopia

Autores

  • Serejo,T
  • Jesus, E.C
  • Adami, I.M.Z
  • Caetano, A.C.F
  • Gaigher, F.B.J
  • Andrade, A.L
  • Magalhães, J.P.P
  • Melo, L.S.T
  • Oliveira, L.O
  • Pereira, L.D

Palavras-chave:

fígado, cirurgia, cisto

Resumo

Lesões císticas do fígado ocorrem em 4% dos indivíduos, com predominância feminina de 4:1 e a prevalência aumenta com a idade. Cistos volumosos podem causar sintomas de compressão ou obstrução biliar, dor ou sensação de massa abdominal. Relatamos um caso de cisto hepático congênito. F.A.L., feminino, 55 anos, branca. Refere pirose e forte dor epigástrica. Nega diabetes, hipertensão e alergias. História social: nega tabagismo e etilismo. Anictérica e acianótica. Abdome flácido com presença de massa abdominal epigástrica. He – 4,44 milhões, Hb – 13,6 g/dl, Ht – 40,5/100, VCM – 91,2, HCM – 30,6, CHCM – 33,6, Le – 5,00 mil 0/1/0/0/0/2/54/39/4, Gl – 91 mg/dl, Uréia – 39 mg/dl, Creatinina – 0,6 mg/100, tempo de sangria – 1 min, tempo de coagulação – 8mim, retração do coágulo – completa, prova do laço – negativa. Exames de imagem: 28/06/2006 US: volumosa formação cística, de paredes finas e regulares e conteúdo interno homogêneo e anecóico, medindo 15,3 x 11,4 cm em região epigástrica, comprimindo posteriormente estruturas do retroperitônio sendo difícil definir sua origem. 12/07/2006: TC de abdome e pelve: fígado tópico, de forma e dimensões normais, apresentando múltiplas imagens hipodensas, de aspecto cístico, disseminadas pelo parênquima; a maior compromete a quase totalidade do lobo esquerdo, abaula a cápsula hepática e mede cerca de 14,5 cm no seu maior eixo. Baço homogêneo, de volume normal. Diminuto cisto no pólo superior do baço. Rins tópicos, de forma e dimensões normais, apresentando pequenos cistos corticais bilaterais. Imagem de cálculo no terço médio do rim direito. Divertículo no ceco. Optou-se pelo destelhamento do cisto hepático através da vídeolaparoscopia com objetivo de ressecção do maior cisto localizado no lobo hepático esquerdo, visando à melhora dos sintomas da paciente, causado pelo efeito compressivo cístico. A cirurgia foi realizada sem intercorrências. A técnica de destelhamento cirúrgico videolaparoscópico demonstrou-se um procedimento efetivo do cisto hepático congênito e com baixa morbidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

25-10-2023

Como Citar

SEREJO,T et al. Tratamento cirúrgico de cisto hepático por videolaparoscopia. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, 2023. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4773. Acesso em: 24 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)