Planejamento Familiar Em Três Poços, Volta Redonda, Estado Do Rio De Janeiro, Brasil.

Marcos Nascimento E Silva, Sylvio Costa Junior, Monique Barreiros Vieira, Marcelo Genestra, Márcia D. Trindade Cardoso

Resumo


Foi realizado um estudo quantitativo no Programa de Saúde da Família (PSF) no bairro Três Poços, na cidade de Volta Redonda, Estado do Rio de Janeiro, Brasil, visando avaliar a aceitabilidade da anticoncepção entre os usuários, de acordo com a percepção dos participantes, facilitadores e barreiras para a utilização dos diferentes métodos existentes. Após levantamentos e análises de fichas do programa de planejamento familiar do PSF, constatou-se que os participantes manifestaram-se francamente favoráveis à disseminação da informação, provisão e uso da anticoncepção. Constatou-se que ainda existem barreiras significativas à aceitação pela comunidade de Três Poços em relação ao uso dos diversos métodos de anticoncepção preconizados no Brasil. Os métodos são disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de forma gratuita e universal para os usuários. É essencial que os profissionais de saúde sejam capacitados para proverem informações e incentivarem o planejamento familiar. 


Palavras-chave


planejamento familiar; anticoncepção; Programa de Saúde da Família.

Texto completo:

PDF

Referências


STEPHAN-SOUZA, A. I. Relendo a Política de Contracepção: O Olhar de um Profissional Sobre o Cotidiano das Unidades Públicas de Saúde. Cad. Saúde PúblIca., Rio de Janeiro, II (3): 408-424, 1995.

TAVARES, L.S.; LEITE, I. C.; TELLES, F.S.P. Necessidade insatisfeita por métodos anticoncepcionais no Brasil Rev. Bras. Epidemiol.,.10(2):123-32, 2007.

IBGE - Censo Demográfico 2000 Nupcialidade e fecundidade. Disponível em: URL: http://www.ibge.gov.br Acessado em 15 de janeiro de 2008.

Sociedade Civil Bem-Estar Familiar no Brasil (BEMFAM). Comportamento reprodutivo e Sexual da População Masculina. Rio de Janeiro: BEMFAM, 1999.

SCHIAVO, MR. Síndrome do Machismo e Planejamento Familiar na América Latina. Série de publicações técnicas. Rio de Janeiro (RJ): Sociedade Civil Bem-Estar Familiar no Brasil, nº 11, 1987.

KALCKMANN, S. A. Dinâmica de Uso do Diafragma como Método Contraceptivo entre Usuárias de Serviços Públicos. São Paulo: USP, 1995. Dissertação de Mestrado, Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 1995.

PERPÉTUO, I.; AGUIRRE, M.A.C. O papel da esterilização feminina nos diferenciais sócio-econômicos do declínio da fecundidade no Brasil. In: Anais do 11° Encontro Nacional de Estudos Populacionais; 1998; Caxambu. Minas Gerais: ABEP; 1998.

Ministério da Saúde. Assistência em planejamento familiar: manual técnico. 4 ed. Brasília, 2002.

GALASTRO, E.P. Concepção do planejamento familiar na visão dos homens e dos profissionais que vivenciam. Belo Horizonte: UFMG, 1997. Dissertação de Mestrado, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais.

LEITE, I.C. Descontinuação de métodos anticoncepcionais no Nordeste do Brasil, 1986-1991. Caderno de Saúde Pública, 19:10005-16, 2003.

-WEREBE, MJG. Sexualidade e população, crescimento demográfico e planejamento familiar. Ciência e Cultura, 37(11): 1805-14, 1985.

Área de Saúde do Adolescente e do Jovem, Secretaria de Atenção à Saúde, Ministério da Saúde. Marco legal: saúde, um direito de adolescente. Brasília: Ministério da Saúde, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cadernos UniFOA



Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.