Qualidade do leite cru refrigerado destinado a beneficiamento na cidade de Volta Redonda-RJ e região

Thaís Rodrigues Ferreira, Denise Celeste Godoy de Andrade Rodrigues

Resumo


O leite é um alimento rico em nutrientes, como proteínas, carboidratos, vitaminas, gorduras e sais.  Por essa caracteristica se constitui um excelente meio de cultura para crescimento de micro-organismos, que podem ser deteriorantes e/ou potencialmente patogênicos. Segundo a Instrução Normativa 62, os limites máximo para presença de micro-organismo no leite cru refrigerado são de 100.000 UFC/mL, enquanto os limites para Células Somáticas são de 400.000 células/mL. Outro resíduo que pode ser encontrado no leite é o antibiótico, que pode causar serios problemas no ambiente e em quem consome produtos contendo esse resíduo. Por ser um alimento amplamente consumido, faz-se necessário estudo da contaminação do leite. O trabalho objetivou quantificar a presença de micro-organismos e células somáticas, e evidenciar a presença de resíduos de antibiótico no leite cru refrigerado. Foram analisadas 29 amostras oriundas de fazendas de Volta Redonda-RJ e região. Apenas 2 (6,9%) amostras estavam dentro do esperado nos três requisitos indicando que é necessário práticas mais eficazes de higienização em todas as partes do processo de ordenha. As médias encontradas foram 816.000 células/mL para contagem de células somáticas, 1.045.000 UFC/mL para contagem bacteriana total, e para presença de antibiótico todos os resultados foram negativo.


Palavras-chave


Qualidade microbiológica. Contagem de células somáticas. Contagem bacteriana total.

Texto completo:

PDF

Referências


BELOTI, V. et al. Avaliação da qualidade do leite cru comercializado em Cornélio Procópio, Paraná. Controle do consumo e da comercialização. Semina: Ciências Agrárias, v. 20, n. 1, p. 12-15, 1999.

BERSOT, L. S. et al. Raw Milk Trade: Profile of the Consumers and Microbiological and Physicochemical Characterization of the Product in Palotina-PR Region. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, Juiz de Fora, n. 373, p. 3-8, 2010.

BRASIL. Decreto 30.691 de 29 de março de 1952. Disponível em: Acesso em: 20 fev. 2019

BRITO, M. A. V. P.; BRITO, J. R. F. Qualidade do Leite. In: Produção de Leite e Sociedade: uma análise critica da cadeia do leite no Brasil. Belo Horizonte: FEPMVZ, 2001. p. 61-74

BUENO, V. F. F. et al. Contagem bacteriana total do leite: relação com a composição centesimal e período do ano no Estado de Goiás.Revista Brasileira de Ciência Veterinária, v. 15, n. 1, p. 40-44, jan./abr. 2008.

ECKSTEIN, I. I. et al. Contagem Bacteriana Total em Contagem de Células Somáticas do Leite Cru em Diferentes Tipos e Tempos de Resfriamento. Disponível em: < http://cac-php.unioeste.br/projetos/cmetloeste/pub_tecnicas/CONTAGEM_BACTERIANA_TOTAL_ECONTAGEM_DE_CELULAS.pdf> Acesso em 29 de set. 2018.

GUERREIRO, P. K. et al. Qualidade Microbiológica de Leite em Função de Técnicas Profiláticas no Manejo de Produção. Ciência e Agrotecnologia, v. 29, n. 1, p. 216-222, jan./fev. 2005.

HOFFMANN, F. L.; CRUZ, C. H. G.; VINTURIM, T. M. Avaliação das Caracteristicas Microbiológicas do Leite Tipo "C" Vendido na Região de São José do Rio Preto-SP. Boletim do Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos, v. 12, n. 1, p. 17-24 1994.

MACHADO, P. F.; PEREIRA, A. R.; SARRÍES, G. A. Composição do leite de tanques de rebanhos brasileiros distribuídos segundo sua contagem de células somáticas. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 29, n. 6, p. 1883-1886, 2000.

MADIGAN, M. T. et al. Microbiologia De Brock. 12ª edição, editora Artmed.Porto Alegre, 2010. 1128 p.

MAPA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa Nº 62, de 29 de Dezembro de 2008. Disponível em: . Acesso em 22 de set. 2018

MAPA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Portaria Nº 197, de 19 de Novembro de 2008. Disponível em: < http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/file/Aniamal/esco%20lab%20clin%20do%20leite%20esalq.pdf>. Acesso em 22 de fev. 2019

MATTOS, M. R. et al. Qualidade do leite cru produzido na região do agreste de Pernambuco, Brasil. Semina: Ciências Agrárias, v. 31, n. 1, p. 173-182, 2010.

MENDES, C. G.; SAKAMOTO, S. M.; SILVA, J. B. A. Pesquisa de resíduos de beta-lactâmicos no leite cru comercializado clandestinamente no município de Mossoró, RN, utilizando o Delvotest SP. Arq Inst Biol, v. 75, n. 1, p. 95-8, 2008.

NERO, L. A. et al. Leite cru de quatro regiões leiteiras brasileiras: perspectivas de atendimento dos requisitos microbiológicos estabelecidos pela Instrução Normativa 51. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 25, n. 1, p. 191-195, 2005.

NERO, L. A. et al. Resíduos de antibióticos em leite cru de quatro regiões leiteiras no Brasil. Ciência Tecnologia Alimentar, v. 27, n. 2, p. 391-393, 2007.

OLIVIERA, E. F. Análise espacial da contagem de células somáticas e prevalência de patógenos contagiosos da mastite em rebanhos leiteiros em Minas Gerais, Brasil. Juiz de Fora: UFJF, 2013. 70 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Leite e Derivados) – Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia do Leite e Derivados, da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2013.

RANGEL, A. H. N. et al. Correlação Entre a Contagem de Células Somáticas (CCS) e o Teor de Gordura, Proteína, Lactose e Extrato Seco Desengordurado do Leite. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró, v. 4, n. 3, p. 57-60, 2009

SANTOS, M. V. Antibióticos: como não deixar resíduos no leite. Balde Branco, n. 460, p. 54-57, 2003

SANTOS, M. V. Efeito da mastite sobre a qualidade do leite e derivados lácteos. In: Congresso panamericano de qualidade do leite e controle da mastite. 2002. p. 179-188.

SANTOS, M. V.; FONSECA, L. F. L. Importância e Efeito de Bactérias Psicotróficas Sobre a Qualidade do Leite. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v. 15, n. 82, p. 13-19, 2001

SILVA, L. C. C. et al. Rastreamento de Fontes da Contaminação Microbiológica do Leite Cru Durante a Ordenha em Propiedades Leiteiras do Agreste Pernambucano. Semina: Ciências Agrárias, Londrina v. 32, n. 1, p. 267-276, jan./mar. 2011.

TAFFAREL, L. E. et al. Contagem Bacteriana Total do Leite em Diferentes Sistemas de Ordenha e de Resfriamento. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, v. 80, n. 1, p. 7-11, jan./mar. 2013.

VARGAS, D. P. et al. Correlação Entre Contagem Bacteriana Total e Parâmetros de Qualidade do Leite. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, São Paulo, v. 20, n. 4, p. 241-247, out./dez. 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Cadernos UniFOA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.