EXPERIÊNCIAS DE UMA PROFESSORA: ATIVIDADES REMOTAS COM ALUNOS DA SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS DURANTE A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Daniela Von Stein, Luciane Guimarães Batistella Bianchini, Bernadete Lema Mazzafera, Solange Franci Raimundo Yaegashi, Lucilia Vernaschi de Oliveira

Resumo


O presente estudo objetivou conhecer os hábitos digitais de 15 alunos com NEE (Necessidades Educacionais Especiais) e analisou as percepções de uma professora da Sala de Recursos Multifuncionais (SRM) sobre a realização de atividades remotas no período da pandemia de covid-19. A pesquisa caracterizou-se como qualitativa, um estudo de caso. Para a coleta dos dados analisados qualitativamente elegeu-se um questionário sobre o uso de tecnologias e o relato de experiência docente. A análise dividiu-se em eixos: a) Início e desenvolvimento das atividades com o uso da ferramenta Google Classroom; b) participação da família nas atividades remotas; c) dificuldades e experiências exitosas nas atividades. Identificou-se, nos alunos, o hábito de utilizarem Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) para lazer, mas não para aquisição de conhecimento. A ferramenta Google Classroom utilizada para as atividades remotas foi uma novidade para alunos e para a docente. Na realização das atividades, foi necessário incluir outras ferramentas digitais como WhatsApp, e-mail, sala virtual. As atividades realizadas com o apoio da família foram relevantes e, nos casos em que o apoio não foi possível, os alunos apresentaram dificuldades na realização das propostas on-line. Conclui-se que, com o apoio da família, o acesso ao docente com feedback imediato, por meio do WhatsApp, possibilita a organização e realização exitosa da rotina de estudos para esses alunos e até promove novos hábitos de estudos por meio das TICs.


Palavras-chave


Ensino. Tecnologias digitais. Ambientes virtuais de aprendizagem. AEE.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Plano de Desenvolvimento da Educação: razões, princípios e programas. Brasília, DF: MEC, 2007a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/livro/livro.pdf. Acesso em: 08 mai. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Manual de Orientação: Programa de Implantação de Sala de Recursos Multifuncional. Brasília, DF: MEC, 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=99 36-manual-orientacao-programa-implantacao-salas-recursos-multifuncionais&Itemid=30192. Acesso em: 20 abr. 2020.

BRASIL. Portaria Normativa nº 13, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a criação do “Programa de Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais”. Brasília, DF: Ministério da Educação, [2007b]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=9935-portaria-13-24-abril-2007&Itemid=30192. Acesso em: 23 mai. 2020.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 4, de 2 outubro de 2009. Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Brasília, DF: Ministério da Educação, [2009]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_09.pdf. Acesso em: 03 abr. 2020.

CRESWELL, John W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. Tradução de Sandra Mallmann da Rosa. 3. ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

FERRARI, Andrés; CUNHA, André Moreira. A pandemia do Covid-19 e o isolamento social: saúde versos economia. FCE Notícias, 26 mar. 2020. Disponível em: https://www.ufrgs.br/fce/a-pandemia-do-covid-19-e-o-isolamento-social-saude-versus-economia/. Acesso em: 20 jun. 2020.

FIGUEIREDO, Rita Vieira de. A formação de professores para inclusão dos alunos no espaço pedagógico da diversidade. In: MANTOAN, Maria Teresa Egler (org.). O desafio das diferenças nas escolas. Petrópolis: Vozes, 2011. p. 139-147.

GUIMARÃES, Fabiane Fantacholi. Prática docente e os jogos digitais no processo de ensino e aprendizagem da criança inclusa na Educação Infantil. 2018. 103 f. Dissertação (Mestrado em Metodologias para o Ensino de Linguagem e suas Tecnologias) – Universidade Pitágoras Unopar, Londrina, 2018.

KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e ensino presencial e a distância. 9. ed. São Paulo: Papirus, 2017.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. 6. ed. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 2020.

MARÔPO, Lídia; SAMPAIO, Inês Vitorino; MIRANDA, Nut Pereira de. Meninas no YouTube: participação, celebrização e cultura do consumo. Estudos em Comunicação, v. 1, n. 26, p. 175-195, mai. 2018.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13. ed. São Paulo: Hucitec-Abrasco, 2011.

OLIVEIRA, Paulo Cristiano de; CUNHA, Cristiano José Castro de Almeida; NAKAYAMA, Marina Keiko. Sistemas de gerenciamento de aprendizagem (lms) e gerenciamento de e-aprendizagem: uma revisão integrativa e agenda de pesquisa. JISTEM - Journal of Information Systems and Technology Management, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 157-180, ago. 2016.

PAIVA, Vera Menezes de O. Ambientes virtuais de aprendizagem: implicações epistemológicas. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 26, n. 3, p. 353-370, dez. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/edur/v26n3/v26n3a18.pdf. Acesso em: 23 jun. 2020.

PANUCI, Lucinalva Rosangela et al. O aplicativo WhatsApp como apoio interativo para as atividades extra-sala de aula. In: YAEGASHI, Solange Franci Raimundo et al. (org.). Novas Tecnologias Digitais: reflexões sobre mediação, aprendizagem e desenvolvimento. Curitiba: CRV, 2017. v. 1, p. 303-316.

PARANÁ. Orientação nº 006/2020 – DEDUC/SEED. Em decorrência da pandemia causada pelo COVID-19, orienta sobre os procedimentos para a realização do Atendimento Educacional Especializado para os estudantes da Educação Especial, matriculados na rede pública estadual de ensino do Paraná, em atendimento à Resolução n.º 1.016/2020 – GS/SEED. Curitiba: SEED/DEDUC/DEE, [2020]. Disponível em: file:///C:/Users/user/Downloads/006_Orientacao%20sobre%20os%20procedimentos%20para%20a%20realiza%C3%A7%C3%A3o%20do%20AEE%20para%20os%20estudantes%20da%20Educa%C3%A7%C3%A3o%20Especial_Covid19_2020%20(3).pdf. Acesso em: 05 maio 2020.

SEABRA JUNIOR, Manoel Osmar; LACERDA, Lonise Caroline Zengo de. Atendimento Educacional Especializado: planejamento e uso do recurso pedagógico. Revista Brasileira de Educação [online], Rio de Janeiro, v. 23, p. 1-26, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/v23/1809-449X-rbedu-23-e230016.pdf. Acesso em: 23 jun. 2020.

SOUZA, Dalmir Pacheco; OLIVEIRA, Lucas Silva. Acessibilidade Comunicacional: a produção do núcleo de tecnologia assistiva do IFAM em obras didáticas e paradidáticas. P2P & INOVAÇÃO, Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, ed. especial, p. 88-101, 2020.

SOUZA, Flávia Faissal de; PLESTCH, Márcia Denise. Atendimento educacional especializado: das diretrizes políticas à escolarização dos alunos com deficiência intelectual no ensino fundamental. 2015. Revista Educação e Fronteiras On-Line, Dourados, v. 5, n. 13, p. 137-148, mai./ago. Disponível em: http://ojs.ufgd.edu.br/index.php/educacao/article/viewFile/3769/2641. Acesso em: 23 jun. 2020.

SPURIO, Mara Silvia. Jogos digitais na atuação do professor do atendimento educacional especializado. 2019. 106 f. Dissertação (Mestrado em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias) – Universidade Pitágoras Unopar, Londrina, 2019.

SPURIO, Mara Silvia; BIANCHINI, Luciane Guimarães Batistella. Caracterização física de salas de recursos multifuncionais e percepções de professores em relação à presença de jogos e tecnologia no atendimento educacional especializado. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 16, n. 3, p. 196-215, jul./set. 2020.

TONELLI, Elizangela; SOUZA, Carlos Henrique Medeiros de; ALMEIDA, Fabrício Moraes de. A práxis docente nos ambientes virtuais de aprendizagem no contexto da dialogicidade. OBS*, Lisboa, v. 9, n. 1, p. 149-158, jan. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Praxis

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em: