Indicadores quantitativos de saúde como caracterização do ambulatório escola do Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA

Autores

  • E. B. Souza UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. L. G. Saron UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • D. R. Mulinari UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. C. T. Souza UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1925

Palavras-chave:

indicadores de saúdes, ambulatório, desempenho em saúde

Resumo

Embora não haja consenso sobre como medir desempenho dos sistemas de serviços
prestados em saúde, este é sempre mensurado em relação ao cumprimento de objetivos
e funções das organizações que compõem o sistema, variando de acordo com o que cada
país estabeleceu como metas. Desta forma, este estudo buscou analisar os indicadores
quantitativos do Ambulatório Escola do Centro Universitário de Volta Redonda
- UniFOA, situado no Município de Vota Redonda-RJ. Os dados foram coletados no
período de maio a julho de 2012. A unidade conta 14 consultórios e 73 médicos, divididos
em 24 especialidades. O número total de consultas foi de 11.373, com média mensal de
3.791 consultas realizadas. Quanto aos indicadores de saúde, observou-se uma média
de 219,4 pacientes por dia; taxa de ocupação de 78,35% e absenteísmo médico 0,47%.
Pode-se concluir que os indicadores quantitativos apresentaram qualidade, humanização
e alta produtividade do serviço de prestado, demonstrando transparência das ações da
instituição UniFOA em parceria público-privado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-10-2012

Como Citar

SOUZA, E. B.; SARON, M. L. G.; MULINARI, D. R.; SOUZA, M. C. T. Indicadores quantitativos de saúde como caracterização do ambulatório escola do Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 7, n. 1 Esp, p. 143, 2012. DOI: 10.47385/cadunifoa.v7.n1 Esp.1925. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/1925. Acesso em: 2 out. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>