Análise da utilização de lodo de ETA na produção de blocos cerâmicos

Autores

  • R. R. Madureira UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • R. A. R. Soares UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • P. F. Magalhães UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2091

Palavras-chave:

resíduo, lodo de ETA, cerâmica vermelha

Resumo

Uma das dificuldades apontadas na gestão dos resíduos das Estações de Tratamento de Água (ETAs) é o destino final do lodo gerado no decantador, dessa forma, estudar seu comportamento como matéria prima, visando a incorporação desse resíduo à matriz de cerâmica vermelha, pode proporcionar um destino adequado e ainda viabilizar a redução do volume de recursos minerais extraídos para a produção de cerâmica. A análise realizada neste trabalho contemplou na incorporação deste material a massa argilosa para a confecção de corpos de prova cerâmicos e posterior realização de ensaios de caracterização física e mecânica para a comparação dos valores com os limites estabelecidos em normas técnicas. Foram incorporados 0%, 5% e 10% de lodo para a fabricação dos corpos de prova e os mesmos foram submetidos a tratamentos térmicos a 800°C, 850°C, 900°C e 950°C para a determinação de propriedades como tensão de ruptura à flexão após queima, contração linear após a queima, massa especifica aparente, porosidade aparente, absorção de água e perda ao fogo. Foi diagnosticado que este material é viável de ser agregado à matriz cerâmica do ponto de vista qualitativo, por proporcionar a obtenção de material cerâmico, dentro dos limites estabelecidos nas legislações vigentes, quando realizado nas condições propostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>