Ablação de tecidos orgânicos: estudo da aplicação da técnica da transformada integral em tecidos do coração

Autores

  • B. I. Givisiez UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • G. B. Canilha UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • E. Nogueira UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v6.n2%20Esp.2261

Palavras-chave:

ablação, transformada integral, modelo unidimensional

Resumo

Efetuou-se um estudo da solução analítica através da técnica transformada integral em comparação com simulação numérica (elementos finitos bidimensionais) de um problema real de ablação de tecidos orgânicos. As simulações mencionadas, analítica e numérica, tratam da aplicação de um sistema de ultrassom de ultra frequência aplicado para arritmia cardíaca. A técnica de ablação de tecidos orgânicos tem sido extensamente utilizada em cirurgias cardíacas e através do uso do laser na odontologia. Em adição ao estudo das técnicas mencionadas, elaborou-se um levantamento bibliográfico sobre o problema de ablação de tecidos orgânicos. O estudo efetuado tem como objetivo principal entender a aplicação da Técnica da Transformada Integral em um modelo unidimensional, para generalização e posterior desenvolvimento de um modelo bidimensional aplicado para o mesmo tipo de problema, afirmando a importância do método da solução analítica através da técnica transformada integral, mostrando que mesmo sendo um método mais simples que a solução numérica, é um modelo eficaz, pois nos mostra os mesmos resultados. E com a frequência do aparelho de ablação, é possível saber o quanto de potência pode ser absorvida pelo tecido, e qual a profundidade de sua penetração, sendo possível por causa do desenvolvimento do modelo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-08-2018

Como Citar

GIVISIEZ, B. I.; CANILHA, G. B.; NOGUEIRA, E. Ablação de tecidos orgânicos: estudo da aplicação da técnica da transformada integral em tecidos do coração. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 6, n. 2 Esp, p. 19, 2018. DOI: 10.47385/cadunifoa.v6.n2 Esp.2261. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2261. Acesso em: 6 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>