Percepção dos efeitos de suplemento placebo em praticantes de musculação

Autores

Palavras-chave:

Efeito placebo, Desempenho atlético, Treinamento de força

Resumo

O efeito placebo é tido como importante artifício usado para modificar a performance nos treinamentos. O presente estudo teve por objetivo verificar o efeito placebo no desempenho de praticantes de musculação. Estudo experimental aplicado em dez participantes de musculação, de ambos os sexos, numa academia da cidade de Barra do Piraí/RJ. Os participantes receberam um frasco com 10 cápsulas de um produto fictício, fabricado em uma farmácia de manipulação, com um rótulo contendo nome e possíveis efeitos colaterais. Um folder explicativo também foi entregue e para dar maior credibilidade. Foi aplicado um questionário para levantamento de dados sociodemográficos e de saúde dos envolvidos, bem como a entrega de uma caderneta para anotação de percepção dos efeitos e registro de intercorrências. Sete dos dez participantes reportaram algum efeito colateral e afirmaram que treinaram melhor do que com o produto que utilizavam antes. A maioria (n = 6) afirmou que compraria o produto se fosse lançado no mercado. Foi percebido melhora nas médias de percepção significativa do esforço em todos os dias. Concluise-se que o placebo proporcionou melhor no desempenho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADAM, B. O. et al. Conhecimento nutricional de praticantes de musculação de uma academia da cidade de São Paulo. Brazilian Journal of Sports Nutrition., v. 2, n. 2, p. 24-36, 2013.

ALTIMARI, L. R. et al. Efeitos ergogênicos da cafeína sobre o desempenho físico. Paul. J. Phys. Educ., v. 14, n. 2, p. 141-158, 2000.

BARONE, J. J.; ROBERTS, H. R. Caffeine consumption. Fd. Chem. Tox., v. 34, n. 1, p. 119-129, 1996.

BORG, G. Escalas de Borg para a dor e o esforço percebido. São Paulo: Manole, 2000.

BUCCI, L. R. Selected herbals and human exercise performance. Am. J. Clin. Nutr., v. 72, n. 2 (suppl), p. 624S-636S, 2000.

CASTINHEIRAS NETO, A. G.; SILVA, N. L.; FARINATI, P. T. V. Influência das variáveis do treinamento contra-resistência sobre o consumo de oxigênio em excesso após o exercício: uma revisão sistemática. Rev Bras Med Esporte, v. 15, n. 1, p. 70-78, 2009.

CLARKSON, P. M. Nutritional ergogenic aids: caffeine. Int. J. Sports Nutr., v. 3, n. 1, p. 103-111, 1993.

COYLE, E. F. Fluid and fuel intake during exercise. J. Sports Sci., v. 22, n. 1, p. 39- 55, 2004.

DAVIS, J. M.; BAILEY, S. P. Possible mechanisms of central nervous system fatigue during exercise. Med. Sci. Sports Exerc., v. 29, n. 1, p. 45-57, 1997.

DOHERTY, M.; SMITH, P. M. Effects of caffeine ingestion on rating of perceived exertion during and after exercise: a meta-analysis. Scand. J. Med. Sci. Sports., v. 15, p. 69-78, 2005.

FITTS, R. H. Cellular mechanisms of fatigue muscle. Physiol. Rev., v. 74, n. 1, p. 49- 93, 1994.

FREITAS, A. et al. Uso de suplementos ergogênicos em praticantes de atividades esportivas na cidade de Teresina-PI. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva., v. 7, n. 40, p. 246-252, 2013.

GEORGE, A. J. Central nervous system stimulants. Baillieres Best. Pract. Res. Clin. Endocrinol. Metab., v. 14, n. 1, p. 79-88, 2000.

GOMES, M. R.; TIRAPEGUI, J. Relação de alguns suplementos nutricionais e o desempenho físico. Arch. Latinoam. Nutr., v. 50, n. 4, p. 317-329, 2000.

GRAHAM, T. E. Caffeine and exercise: metabolismo, endurance and performance. Sports Med., v. 31, n. 11, p. 785-807, 2001.

GUALANO, B. et al. A suplementação de creatinina prejudica a função renal? Rev. Bras. Med. Esp., v. 14, n. 1, 2008.

GUALANO, B. et al. Efeitos da suplementação de creatina sobre força e hipertrofia muscular: atualizações. Rev. Bras. Med. Esp., v. 16, n. 3, 2010.

HALLAK, A.; FABRINI, S.; PELUZIO, M. C. G. Avaliação do consumo de suplementos nutricionais em academias da zona sul de Belo Horizonte, MG, Brasil. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva., v. 1, n. 2, p. 55-60, 2007.

HALLEHANDRE, L.; MATERKO, W. Efeito placebo no desempenho da força muscular em homens. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva., v. 12, n. 71, p.374-379, 2001.

JACOB, N. et al. O efeito placebo no desempenho de praticantes de musculação. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício., v. 10, n. 57, p. 10-15, 2016.

JAMES, R. S.; WILSON, R. S.; ASKEW, G. N. Effects of caffeine on mouse skeletal muscle power output during recovery from fatigue. J Appl Physiol., Washington, v. 96, p. 545-52, 2004.

JUHN, M. S. Popular sports supplements and ergogenic aids. Sports Med., v. 33, n. 12, p. 921-939, 2003.

JUZWIAK, C. R.; PASCHOAL, V. C. P.; LOPEZ, F. A. Nutrição e atividade física. Jornal de Pediatria., v. 76, n. 3, p. 349-358, 2000.

KALMAR, J. M.; CAFARELLI, E. Central fatigue and transcranial magnetic stimulation: effect of caffeine and the confound of peripheral transmission failure. J. Neurosci. Methods., v. 138, p. 15-26, 2004.

KUBRUSLY, L. S. A população ocupada e a renda no brasil encontros e desencontros. Economia e Sociedade. v. 20, n. 3, p. 567-600, 2011.

KURA, G. G.; TOURINHO FILHO, H. Adaptações agudas e crônicas dos exercícios resistidos no sistema cardiovascular. Revista EFDeportes.com, v. 15, n. 153, 2011.

LOLLO, P. C. B; TAVARES, M. C. G. C. F. Perfil dos consumidores de suplementos dietéticos nas academias de ginástica de Campinas-SP. Revista digital. n. 76, 2004.

LUKASKI, H. C. Vitamin and mineral status: effects on physical performance. Nutrition., v. 20, n. 7/8, p. 632-644, 2004.

MAUGHAN, R. The athlete’s diet: nutritional goals and dietary strategies. Proc. Nutr. Soc., v. 61, n. 1, p. 87-96, 2002.

MAUGHAN, R.J. Nutritional ergogenic aids and exercise performance. Nutr. Res. Rev., v. 12, n. 1, p. 255-280, 1999.

MAUGHAN, R. J.; KING, D. S.; LEA, T. Dietary supplements. J. Sports Sci., v. 22, n. 1, p. 95-113, 2004.

NEHLIG, A.; DERBY, G. Caffeine and sports activity: a review. Int. J. Sports Med., v. 15, p. 215-223, 1994.

PALUSKA, S. A. Caffeine and exercise. Curr. Sports Med. Rep., v. 2, n. 4, p. 213-219, 2003.

PELLEGRINI, A. R.; CORRÊA, F. S. N.; BARBOSA, M. R. Consumo de suplementos nutricionais por praticantes de musculação da cidade de São Carlos-SP. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva., v. 11, n. 61, p. 59-73, 2017.

PIPE, A.; AYOTTE, C. Nutritional suplplements and doping. Clin. J. Sports. Med., v. 12, n. 4, p. 245-249, 2002.

ROSSI, L.; TIRAPEGUI, J. Aspectos atuais sobre exercícios físico, fadiga e nutrição. Rev. Paul. Educ. Fis., v. 13, n. 1, p. 67-82, 1999.

Downloads

Publicado

09-03-2022

Como Citar

SOARES CUZ, L.; DOS SANTOS ANDRADE, L.; DE SOUZA, E. B. Percepção dos efeitos de suplemento placebo em praticantes de musculação. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, 2022. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/3856. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)