Acompanhamento de crianças diagnosticadas com microcefalia em um município do interior da Amazônia

Maria do Socorro Almeida do Nascimento, Paula Malena Ribeiro Batista, Maria da Conceição Cavalcante Farias, Luana Almeida dos Santos, Nádia Vicência do Nascimento Martins

Resumo


A microcefalia tem sido alvo de constante discussão entre os profissionais de saúde, após frequentes notificações de crianças nascidas com a patologia durante os últimos meses. Dessa forma, esta pesquisa teve por objetivo, conhecer os principais serviços de saúde disponibilizados para o acompanhamento das crianças diagnosticadas com microcefalia em Santarém-Pá. Trata-se de uma pesquisa quantitativa e exploratória com a aplicação de questionário com perguntas fechadas, disponibilizada aos usuários e profissionais de saúde que atuam diretamente com portadores de microcefalia. A presente pesquisa revelou que 60% (6) das entrevistadas possui faixa etária de 15 a 25 anos, destes 60% (6) possuem ensino médio completo. Pode-se perceber que 100% (10) das entrevistadas realizaram pré-natal, destas 80% (8) só descobriram a microcefalia após o parto. As famílias recebem atendimento no Centro de Referência a Saúde da Criança e contam com a participação de enfermeiro, médico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e fonoaudiologia. Diante da presente pesquisa foi possível perceber que alguns pontos dentre o atendimento devem ser reorganizados para que haja um atendimento de qualidade aos portadores de malformação congênita, pois pequenos detalhes podem interferir diretamente na qualidade de vida do portador da doença.


Palavras-chave


Microcefalia; Assistência; Enfermagem

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Fernanda Eduvige [et al.,]. Qualidade do pré-natal: uma comparação entre gestantes atendidas na Faculdade de Medicina de Barbacena e na Universidade Federal de Juiz de Fora. Clin Biomed Res 2016;36(3).

BARCELLOS, Michele Bittencurt Alves; RAPOPORT, Andrea. Concepcção do professional do atendimento ocupacional sobre a deficiência. Revisa pós-graduacao: desafios contemporâneos. v 1, n 1, jun/2014.

BARINI, Ricardo et al. Desempenho da Ultra-sonografia Pré-natal no Diagnóstico de Cromossomopatias Fetais em Serviço Terciário. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [online]. 2002, vol.24, n.2, pp.121-127. ISSN 0100-7203. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032002000200008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Protocolo de atenção à saúde e resposta à ocorrência de microcefalia relacionada à infecção pelo vírus zika [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2016.

COSTA, Edina Silva; PINON, Gigliola Marcos Bernardo; COSTA, Tarcina Sampaio; SANTOS, Raionara Cristinade Araújo ; NOBREGA, Arielli Rodrigues; SOUSA, Leilane Barbosa [et al.,]. Alterações fisiológicas na percepção de mulheres durante a gestação. Rev. Rene. Fortaleza, v. 11, n. 2, p. 86-93, abr./jun.2010.

FIGUEIREDO-FILHO, Ernesto Antonio [et al.,]. Toxoplasmose aguda: Estudo de frequência, taxa de transmissão vertical e relação entre os testes diagnósticos materno-fetais em gestantes em estado da Região Centro-Oeste do Brasil. Rev Bras Ginecol Obstet. 2005; 27 (8): 442-9.

FISCHER, Carla. Estado garante atendimento ao bebê com microcefalia associada ao Zika Vírus. 2016. Disponível em: . Acesso em 10 de maio de 2017

JANSEN, Roberta, 2016. De zika a rubéola: as doenças que podem causar más-formações em fetos. Disponível em:

microcefalia _zika_lab_rj> Acesso em: 05 de fevereiro de 2016.

LOTUFO, Paulo Andrade. Microcefalia, zika vírus e a soberania da observação clínica. Revista diagnóstico e tratamento . vol 21. Edição 1, 2016.

MENEZES, Hugo Leonardo dos Santos [et al.,] Zika vírus associado a microcefalia. Rev pato Tocantins. V 3. N2, 2016.

NADER, Priscilla Rocha Araújo; BLANDINO, Vanez da Rocha Panetto; MACIE, Ethel Leonor Nóia. Características de abortamentos atendidos em uma maternidade pública do Município da Serra – ES. Rev. bras. epidemiol. vol.10 n.4 São Paulo Dec. 2007.

NORBERT, Adriana Andreia de Fátima; CEOLIN, Tamara; CHRISTO, Vanessa; STRASSBURGER, Simone Zeni; BONAMIGO, Elenita Costa Beber [et al.,]. A importância da estimulação na microcefalia. XXIV Seminário de Iniciação Científica. Salão do Conhecimento. Unijuí, 2016.

PERUCCI, Gustavo. Dengue, microcefalia e Zika vírus: Como evitar? Disponível em: http://www.lersaude.com.br/dengue-microcefalia-e-zika-viruscomo-evitar/. Acesso em: 18/03/2016.

SANTOS, Rosangela da Silva; DIAS Ieda Maria Vargas. Refletindo sobre a malformação congênita. Rev Bras Enferm 2005set-out; 58(5):592-6.

SANTOS, Aliny de Lima; RADOVANOVIC, Cremilde Aparecida Trindade; MARCON, Sonia Silva. Assistência pré-natal: satisfação e expectativas. Rev. Rene, vol. 11, Número Especial, 2010. p. 61-71.

STURMER, Luana; BINS, Michele; SILVA, Valeska; COSER, Janaina. A importância do atendimento humanizado nos serviços de saúde em nobres, MT. XVI Seminário Interintitucional Pesquisa e Extensão. IX mostra de extensão. , 2011.

SOUZA, Francisco Stélio de ; BRITO,Virgínia Rossana de Sousa ; MEDEIROS, Fabíola de Araújo Leite ; COURA, Alexsandro Silva ; GADELHA, Francisco Henrique Assis ; FRANÇA, Inacia Sátiro Xavier. Incidência de malformação congênita e atenção em saúde nas instituições de referência. Rev. Rene, Fortaleza, v. 11, n. 4, p. 29-37, out./dez. 2010.

OLIANI, Antonio Hélio [et al.,]. Ultrassonografia morfológica do primeiro trimestre-passo a passo. Revista brasileira de ultrassonografia: RBUS/ Sociedade Brasileira de Ultrassonografia- vol.18. Goiania: Contato Comunicação, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos UniFOA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.