EDUCAÇÃO FÍSICA, SLACKLINE E O COTIDIANO DE UMA ESCOLA PÚBLICA

Marcelo Paraiso Alves, Cassio Martins, Gustavo Alves Vinand Kozlowski Farias, Dimitri Wuo Pereira, Christiane Guimaraes Pançardes Silva

Resumo


Objetivo: Investigar o processo de ensino e aprendizagem de slackline no contexto escolar de uma instituição pública. Método: Participaram da pesquisa 33 discentes do Curso Técnico em Automação Industrial. Como procedimento de produção de dados, utilizamos o diário de bordo e entrevistas acerca da questão pesquisada. Os resultados apontam a possibilidade do uso do slackline ampliando as possibilidades de participação dos discentes em aula, bem como a relação do esporte com as questões socioambientais. A tematização da aula via Educação Ambiental representa um caminho para (re)significar as aulas de Educação Física no Ensino Médio.


Palavras-chave


Esportes; Escola; Educação Ambiental.

Texto completo:

PDF

Referências


BETTI, Mauro. ZULIANI, Luiz Roberto. Educação Física Escolar: Uma Proposta de Diretrizes Pedagógicas. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. Ano, v. 1, 2002.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: 1. artes de fazer. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

DUDLEY, Dean A. et al. Changes in physical activity levels, lesson context, and teacher interaction during physical education in culturally and linguistically diverse Australian schools. International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity, London, v. 9, p. 114, 2012.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Pesquisa com o cotidiano. Educação e Sociedade. jan./abr. 2007,vol. 28, n. 98, p. 73 – 95.

FRANCO, L.C.P; CAVASINI R.; DARIDO S.C. Práticas corporais de aventura. In: GONZÁLEZ, F.J.; DARIDO, S.C.; OLIVEIRA, A.A.B. (Org.). Lutas, Capoeira e Práticas corporais de aventura: práticas corporais e a organização do conhecimento. Maringá: Eduem; 2014. p.101-135.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Editora Atlas SA, 2008.

GINZBURG, Carlo. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. Mitos, emblemas, sinais, São Paulo: Cia das Letras, 1989, p. 143-179. 6. GUIMARÃES, Simone S.M. et al. Educação Física no Ensino Médio e as discussões sobre Meio Ambiente: um encontro necessário. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 28, n. 3, 2007.

GONZÁLEZ REY, F. Pesquisa qualitativa e subjetividade: os processos de construção da informação. São Paulo. 2012.

GUIMARÃES, Simone S.M. et al. Educação Física no Ensino Médio e as discussões sobre Meio Ambiente: um encontro necessário. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 28, n. 3, 2007.

KANTERS, Michael et al. School sport participation under two school sport policies: comparisons by race/ethnicity, gender, and socioeconomic status. The Society of Behavioral Medicine, Milwaukee, v. 47, n. 3, p. 178-194, 2012.

MARINHO, Alcyane; DE DEUS INÁCIO, Humberto Luís. Educação Física, meio ambiente e aventura: um percurso por vias instigantes. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 28, n. 3, 2007.

MAROUN, Kalyla; VIEIRA, Valdo. Impactos ambientais positivos são possíveis nos esportes praticados em ambientes naturais. Efdesportes, Revista Digital. Buenos Aires-Ano12, n. 108, 2007.

MATURANA, Humberto. Cognição, ciência e vida cotidiana. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001.

MENDES, Alessandra Melato; GOMES, Daiane Alves; BELLO, Marcel. Slackline: Análise biomecânica das posições estáticas na modalidade trickline: drop knee/foot plant/buddha. Revista Corpoconsciência, v. 18, n. 1, p. 7-22, 2015.

OLIVEIRA, Inês Barbosa. Contribuições de Boaventura de Sousa Santos para a reflexão curricular: princípios emancipatórios e currículos pensadospraticados. Revista Científica e-curriculum, v. 9, n. 2, 2012.

RODRIGUES, L. H; DARIDO, Suraya. Educação Física escolar e Meio Ambiente: reflexões e aplicações pedagógicas. Educación Física y Deportes. 2006, 11(100): 1-6. Disponível em: < http://www.efdeportes.com/efd100/ma.htm > [2015 abr].

SANCHES NETO, L. et al. Demandas ambientais na Educação Física Escolar: perspectivas de adaptação e de transformação. Movimento: Revista da Escola de Educação Física, v. 19, n. 4, p. 309-330, 2013.

SANTOS, B. S. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

SOUZA JÚNIOR, O. M.; DARIDO, Suraya. C. Dispensas das aulas de Educação Física: apontando caminhos para minimizar os efeitos da arcaica legislação. Pensar a prática, v. 12, n. 2, 2009.

TAHARA, Alexander Klein; DE SENA CAGLIARI, Mayara; DARIDO, Suraya Cristina. Celular, corrida de orientação, Educação Física Escolar: elaboração e avaliação de um material didático. Arquivos de Ciências do Esporte, v. 5, n. 1, 2017.

TAHARA, Alexander Klein; DARIDO, Suraya Cristina. Práticas corporais de aventura em aulas de educação física na escola. Conexões, v. 14, n. 2, p. 113-136, 2016.

TRISTÃO, Martha. Tecendo os fios da educação ambiental: o subjetivo e o coletivo, o pensado e o vivido. Educação e Pesquisa, v. 31, n. 2, p. 251-264, 2005.

VAGO, Tarciso Mauro. Pensar a Educação Física na escola: para uma formação cultural da infância e da juventude. In Cadernos de Formação RBCE, p. 25-42, set, 2009.

ZABALZA, M. A. Diários de Aula: um instrumento de pesquisa e desenvolvimento profissional. Porto Alegre: Artmed, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Praxis

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em: