CONHECIMENTO DE ACADÊMICOS DA ÁREA DE SAÚDE SOBRE SÍFILIS

Renata Martins da Silva Pereira, Fernanda Marques Valério, Karina Medeiros Barros, Thais da Silva Reis, Larissa Tavares Trajano, Leila Rangel da Silva

Resumo


Este estudo tem como objetivo identificar conhecimentos de acadêmicos da área de saúde sobre sífilis e suas repercussões para a saúde, dos acometidos pela infecção. Estudo transversal, descritivo e quantitativo, realizado em um Centro Universitário no município de Volta Redonda (RJ). Participaram 168 acadêmicos dos Cursos de Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem e Odontologia, que responderam a um questionário elaborado pelas pesquisadoras. Os resultados mostram que o curso com mais representantes foi o curso de Enfermagem (57,93%), quanto as características da infecção por sífilis os acadêmicos citam, em sua maioria, a transmissão por bactéria e via sexual, o diagnóstico pelo VDRL e teste rápido, e ainda, que as manifestações clínicas são lesões principalmente na genitália. A maioria teve aproximação com o tema da sífilis em aulas ou durante o ensino médio, e consideram seu conhecimento parcialmente adequado ou inadequado sobre o tema. Conclui-se que os acadêmicos têm conhecimentos parciais sobre sífilis e é preciso implementar estratégias de educação que promovam o desenvolvimento de seus conhecimentos sobre esta infecção que tem apresentado altas taxas de incidência em nosso meio.


Palavras-chave


Sífilis. Ensino Superior. Estudantes. Promoção da Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


BAZZO , M. L. et al. Manual Técnico para o diagnóstico da Sífilis. 2016. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Prevenção da Transmissão vertical de HIV, Sífilis e Hepatites virais. Brasília: Ministério da Saúde, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis. Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim epidemiológico de sífilis. 2017. Brasília, DF: 2017.

CASTRO, E.L. et al. O conhecimento e o ensino sobre doenças sexualmente transmissíveis entre universitários. Ciência & Saúde Coletiva, v.21, n.6, p. 1975-1984, 2016.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (CNE). Câmara de Educação Superior. RESOLUÇÃO CNE/CES Nº 3, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. 2001.

ELIAS, T. C. et al. Conhecimento de alunas de uma universidade federal sobre doenças sexualmente transmissíveis. Rev enferm UERJ, v. 25, p. 1-5, 2017.

KRABBE, E.C. et al. Escola, sexualidade, práticas sexuais e vulnerabilidades para as infecções sexualmente transmissíveis (IST). Revista Interdisciplinar de Ensino, Pesquisa e Extensão v.4, n.1, p.75-82, 2017.

LIMA, Cássio A. et al. A teoria em prática: interlocução ensino-serviço no contexto da atenção primária à saúde na formação do (a) enfermeiro (a). Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, [S.l.], v. 8, n. 4, p. 5002-5009, oct. 2016. ISSN 2175-5361. Disponível em: . Acesso em: 06 dec. 2017. doi:http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2016.v8i4.5002-5009.

MAGALHAES, D. M. S. et al. Sífilis materna e congênita: ainda um desafio. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro , v. 29, n. 6, p. 1109-1120, 2013.

MENESES, A. F. Pereira. Do conhecimento individual à construção coletiva: diálogos e reflexões sobre o cuidado às pessoas com HIV/AIDS na perspectiva dos profissionais de saúde. 2017. Dissertação (Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais Aplicada). UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. São Paulo. Disponível em: Acessado em: 05 de Novembro de 2017

VALE, S. Saúde e preconceito: narrativas do medo. Rev. Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano, n. 2, p. 182-200, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Praxis

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em: