A alfabetização científica no contexto da sustentabilidade: discussão sobre uma formação de agentes socioambientais

Antonio Donizetti Sgarbi, Maria das Graças Ferreira Lobino, Sabrine Lino Pinto, Therezinha de Jesus Chanca Lovat, Maria Luiza de Lima Marques, Wellington Alves dos Santos

Resumo


Este estudo descreve e analisa uma “Formação de Agentes Socioambientais” ocorrida no ano de 2014 na cidade deVitória/ES. Trata-se de uma investigação de caráter qualitativo desenvolvida na forma de um estudo de caso queutilizou, para a construção dos dados, as técnicas da observação participante e da entrevista. A análise dos dadosdeu-se à luz de categorias que enfatizam, não o conteúdo, mas a forma de desenvolvimento da ação a partir dasetapas didáticas da Pedagogia Histórico-Crítica (PHC). Buscou-se, com esta investigação, detectar as possíveis contribuiçõesda ação educativa desenvolvida a partir da PHC para o alcance de uma Alfabetização Científica que tenhacomo eixo a sustentabilidade socioambiental. Considerou-se, ao final, que a Formação de Agentes na forma comofoi reproduzida demonstra potencialidades para se desenvolver uma tecnologia social com reverberações num processoeducativo inovador que demonstrou indícios de que pode contribuir para a efetivação dos objetivos propostos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25119/praxis-7-14-757

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Praxis

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em: