A influência da religião no processo de ressocialização dos jovens envolvidos na criminalidade

Autores

  • C. T. N. Silva UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • V. B. Machado UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • K. M. Nishimura UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v6.n2%20Esp.2254

Palavras-chave:

jovens, criminalidade, ressocialização, religião, religiosidade

Resumo

O envolvimento dos jovens no mundo do crime tem se colocado como um dos grandes problemas da sociedade. Pesquisas têm destacado os motivos que levaram a juventude a se envolver com o crime: falta de estrutura familiar, evasão escolar, etc. (Zaluar, 1994). Frente a esse cenário, a questão da ressocialização dos jovens envolvidos com a criminalidade se coloca como uma importante questão a ser tratada para o Serviço Social. Levando em consideração o peso da religião e da religiosidade entre os brasileiros, a pesquisa de iniciação científica buscou verificar a influência da religião no processo de ressocialização dos jovens infratores, a partir da revisão da literatura temática. O desenvolvimento da pesquisa bibliográfica apontou a carência de estudos que discutam o desenvolvimento desse processo de ressocialização de jovens, ex-presidiários, ou envolvidos no mundo do crime, que tenham encontrado em alguma religião, uma inspiração para mudar os rumos de suas vidas. Os estudos têm abordado os temas religião, juventude e ressocialização de forma isolada e não articulados, como se esperava. Nessa incursão foi possível identificar a religião como um dos importantes vínculos de ligação entre os jovens, sejam carismáticos católicos ou evangélicos. A recuperação de ex-criminosos tem sido retratada pela bibliografia como um processo no qual a religião também está presente. Pesquisas têm destacado as experiências de alguns grupos localizados em diferentes partes do Brasil como práticas de ressocialização de indivíduos antes envolvidos no mundo do crime. A literatura tem mostrado que esse processo se inicia ainda dentro dos presídios e tem conseguido aumentar cada vez mais seu número de adeptos, que veem nos grupos religiosos uma possibilidade de proteção em relação aos outros grupos e também como “fuga” da realidade dos presídios (Margalho, 2008). Tais resultados, se por um lado apontaram para a carência de estudos que articulem esses temas, por outro, apontam para a necessidade de se investigar a relação entre a religiosidade e o processo de ressocialização de jovens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-08-2018

Como Citar

SILVA, C. T. N.; MACHADO, V. B.; NISHIMURA, K. M. A influência da religião no processo de ressocialização dos jovens envolvidos na criminalidade. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 6, n. 2esp, p. 12, 2018. DOI: 10.47385/cadunifoa.v6.n2 Esp.2254. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2254. Acesso em: 12 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)