Riqueza de espécies de anfíbios anuros do Campus Olezio Galotti do UniFOA, região do Médio Paraíba - RJ e de áreas do entorno

Autores

Palavras-chave:

Anura, Comunidade, Ecologia, Mata Atlântica, População.

Resumo

A ordem anura constitui o grupo mais amplamente representado na classe Amphibia, compreendendo quase 90% de todas as espécies de anfíbios existentes. Nos últimos anos, um crescente número de estudos tem chamado a atenção para o estado de conservação e o declínio de anfíbios. Portanto, o objetivo geral deste estudo foi descrever e analisar a diversidade da fauna de anfíbios anuros, no Campus Olezio Galotti, Município de Volta Redonda, RJ. A fim de complementar a amostragem, foram realizadas expedições nas regiões do entorno. Foram registradas 17 espécies de anuros, representadas em quatro famílias. Desse total, sete foram encontradas dentro do Campus. Os leptodactilídeos se mostraram espécies pioneiras, abundantes e frequentes, dentro do Campus. A família Hylidae, no entanto, foi a mais representativa no geral (fora do Campus), com 58,8% do total de espécies. As espécies aqui registradas foram classificadas como não ameaçadas ou pouco preocupantes, quanto à ameaça, em nível estadual, nacional ou internacional, exceto Elachistocleis cesarii, que não possui classificação. Dentre as variáveis analisadas, temperatura média, mínima e condição climática (avaliada como diferentes níveis de pluviosidade) foram correlacionadas de maneira positiva e significativa com a quantidade de indivíduos vocalizando e riqueza de espécies. A correlação mais forte encontrada foi para temperatura mínima, resultado não comumente observado em estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Wogel, UniFOA

Graduação em Ciências Biológicas (Bacharelado em Ecologia) (1997) e Licenciatura (1998) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestrado (2001) e doutorado (2005) em Ciências Biológicas (área Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. No ano de 2006, realizei meu pós-doutorado no Museu Nacional, Departamento de Vertebrados, Setor de Herpetologia. De 2007 a 2013 fui professor de zoologia, taxonomia e evolução na Universidade do Grande Rio (UNIGRANRIO) e pesquisador colaborador do Museu Nacional/UFRJ.

Referências

ABRUNHOSA, P. A.; WOGEL, H.; POMBAL, J. P. Anuran temporal occupancy in a temporary pond from the Atlantic Rain Forest, South-Eastern Brazil. The Herpetological Journal, v. 16, p. 115-122, 2006.

ALVES, B. C. F. Influência antrópica sobre a riqueza e abundância de anfíbios anuros em alagados de um remanescente de Mata Atlântica, Paraíba, Brasil. 2014. 81 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2014.

BDMEP, Banco de Dados Meteorológicos Para Ensino e Pesquisa, Brasília. Disponível em: <http://www.inmet.gov.br/projetos/rede/pesquisa/>. Acesso em: 15 jun. 2016.

BRASSALOTI, R. A.; ROSSA-FERES, D. C.; BERTOLUCI, J. Anurofauna da Floresta Estacional Semidecidual da Estação Ecológica dos Caetetus, Sudeste do Brasil. Biota Neotropica, v.10, n.1, 275-291, 2010.

DEVIDE, A, C, P. História ambiental do Vale do Paraíba. Revista Biociências, v. 20, p. 1-22, 2014.

DORIGO, T. A.; VRCIBRADIC, D.; ROCHA, C. F. D. The amphibians of the state of Rio de Janeiro, Brazil: an updated and commented list. Papeis Avulsos de Zoologia, v.58, p. 1-11, 2018.

DORIGO, T. A.; SIQUEIRA, C. C.; OLIVEIRA, J. C. F.; FUSINATTO, L. A.; SANTOS-PEREIRA, M.; ALMEIDA-SANTOS, M.; ROCHA, C. F. D. Amphibians and reptiles from the Parque Nacional da Tijuca, Brazil, one of the world's largest urban forests. https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.2011, 2021.

ETEROVICK, P.C.; SAZIMA, I. Structure of an anuran community in a montane meadow in southeastern Brazil: effects of seasonality, habitat, and predation. Amphibia-Reptilia, v. 21, p. 439-461, 2000.

FIGUEIREDO, M. S. L.; WEBER, M. M.; BRASILEIRO, C. A. et al. Tetrapod Diversity in the Atlantic Forest: Maps and Gaps. Chapter 9. M. C. M. Marques, C. E. V. Grelle (eds.), The Atlantic Forest, https://doi.org/10.1007/978-3-030-55322-7_9, 2021.

FOLLY, M. et al. Amphibians from the Centro Marista São José das Paineiras, in Mendes, and surrounding municipalities, State of Rio de Janeiro, Brazil. Herpetology Notes, v. 7, p. 489-499, 2014.

FROST, D. R. Amphibian Species of the World: an Online Reference. Version 6.1. Dsiponível em: <https://amphibiansoftheworld.amnh.org/index.php>. American Museum of Natural History, New York, USA. doi.org/10.5531/db.vz.0001. Acesso em 05 maio 2021, 2021.

HADDAD, C.F.B.; PRADO, C.P.A. Reproductive modes in frogs and their unexpected diversity in the Atlantic forest of Brazil. BioScience, v. 55, p. 207-217, 2005.

HADDAD, C.F.B. et al. Uma análise da lista brasileira de anfíbios ameaçados de extinção. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília, DF, p. 287-295, 2008.

INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. SOS Mata Atlântica e INPE lançam novos dados do Atlas do bioma. Disponível em: <http://www.inpe.br/noticias/noticia.php?Cod_Noticia=5115>. Acesso em 26 abr. 2021.

IUCN, International Union for Conservation of Nature and Natural Resources. The IUCN Red List of Threatened Species. Version 2021-1. Disponível em: https://www.iucnredlist.org. Acesso em: 05 maio 2021, 2021.

IZECKSOHN, E.; CARVALHO-E-SILVA, S. P. Anfíbios do Município do Rio de Janeiro. Editora UFRJ, Rio de Janeiro, 2001.

LOPES, P. C. Distribuição e abundância de anfíbios e répteis neotropicais em paisagem silvicultural em São Paulo, Brasil. 2010. 76 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada) – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, 2010.

MALAGOLI, L. R.; GIOVANELLI, J. G. R.; SAWAYA, R. J.; HADDAD, C. F. B. Anurans of Serra do Mar, South and Southwest Brazil: Species composition and distribution patterns. Cap. 1, p. 23-65. In: MALAGOLI, L. R. Anfíbios da Serra do Mar: diversidade e biogeografia. 2018. 207 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, Rio Claro, 2018.

MARTINS, A, PONTES, R.; MATTEDI, C.; FRATANI, J.; MURTA-FONSECA, R. A., RAMOS, L.; BRANDÃO, A. L. R. Anuran community of a coastal Atlantic Forest fragment in the state of Rio de Janeiro, southeastern Brazil. Salamandra, v. 50, n. 1, p. 27-39, 2014.

MMA, Ministério do Meio Ambiente. Biodiversidade. Lista Nacional das espécies da Fauna Brasileira ameaçadas de Extinção, Brasília. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/biodiversidade/especies-ameacadas-de-extincao/fauna-ameacada>. Acesso em: 20 set. 2016, 2016.

PINESCHI, R. B.; SOUZA, A. P. M.; CARALHO, F.; ARAÚJO, I. T. Parque Municipal Horto de Quatis e Refúgio de Vida Silvestre de Quatis: subsídios para criação e implantação. Sumário-Declaração de Significância. 44 f. s.l., s.n., s.d.

PIRES, B. B. et al. Checklist De Anuros Da Arie Floresta Da Cicuta, Brasil. XIV Congresso de Ecologia. Rio de Janeiro. 2019.

PORTILLO, J. T. M. Composição, etnoecologia e etnotaxonomia de serpentes no Vale do Paraíba, Estado de São Paulo. 2012. 80 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2012.

ROCHA, C. F. D. et al. Fauna de anfíbios, répteis e mamíferos do Estado do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil. Publicações Avulsas do Museu Nacional, v. 104, p. 3-23, 2004.

ROSSA-FERES, D. C.; JORGE JIM. Distribuição sazonal em comunidades de anfíbios anuros na região de Botucatu, São Paulo. Revista Brasileira de Biologia, v. 54, p. 323-334, 1994.

SALLES, R. D. O. L.; WEBER, L. N.; SILVA-SOARES, T. Amphibia, Anura, Parque Natural Municipal da Taquara, municipality of Duque de Caxias, state of Rio de Janeiro, southeastern Brazil. Check List, v. 5, p. 840-854, 2009.

SALLES, R. O. L.; KITAGAWA, A. T. História da coleta científica de material biológico do município de Duque de Caxias, RJ. VI Congresso de História da Baixada Fluminense. Faculdadade de Filosofia, Ciências e Letras de Duque de Caxias, Duque de Caxias, RJ. 2013.

SEGALLA, M. V.; BERNECK, B.; CANEDO, C. et al. List of Brazilian Amphibians. Herpetologia Brasileira, v. 10, n. 1, p. 119-216, 2021.

SILVA, E. M.; PINTO, A. L. C. Avifauna e herpetofauna do Parque Estadual da Serra da Concórdia. (ANEXOS). In: INEA, 2012. Plano de Manejo do Parque Estadual da Serra da Concórdia (Fase 1). Rio de Janeiro, 2005.

SEBRAE 2015, Painel Regional Medio Paraiba, Rio de Janeiro. Disponivel em: <https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/RJ/Anexos/Sebrae_INFREG_2014_MedioParaiba.pdf>. Acesso em 22 jun. 2016

SERAFIM, H., IENNE, S.; CICCHI, P. J. P.; JIM, J. Anurofauna de remanescentes de floresta Atlântica do município de São José do Barreiro, estado de São Paulo, Brasil. Biota Neotropica, v. 8, n. 2, p. 69-78, 2008.

VRCIBRADIC, D. et al. Herpetofauna, Estação Ecológica Estadual do Paraíso, state of Rio de Janeiro, southeastern Brazil. Check List, v. 7, p. 745-749, 2011.

WELLS, K. D. The Ecology and Behavior of Amphibians. The University of Chicago Press, Chicago, 2007.

WILSON, E. O. A situação atual da diversidade biológica. In: Biodiversidade. Wilson, E.O. & Peter, F.M. (eds.), p. 3-24. Rio de Janeiro, Editora Nova Fronteira. 1997.

ZAR, J. H. Biostatitical analysis. 4ª. ed. New Jersey, Prentice Hall, p. 663, 1999.

ZINA, J.; ENNSERI, J.; PINHEIRO, S. C. P.; HADDAD, C. F. B.; TOLEDO, L. F. Taxocenose de anuros de uma mata semidecídua do interior do Estado de São Paulo e comparações com outras taxocenoses do estado, sudeste do Brasil. Biota Neotropica, v.7, n.2, p. 49-57, 2007.

Downloads

Publicado

11-08-2022

Como Citar

BOTELHO, H. M.; WOGEL, H. . Riqueza de espécies de anfíbios anuros do Campus Olezio Galotti do UniFOA, região do Médio Paraíba - RJ e de áreas do entorno. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, 2022. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/3759. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde