IMPORTÂNCIA DE AULAS PRÁTICAS NO ENSINO DE BIOLOGIA NA CONCEPÇÃO DE FUTUROS DOCENTES

Autores

  • Jonatha Anderson Fraga Egidio Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) - Av. Alberto Lamego, 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes.
  • Barbara Tapia Brito de Oliveira Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) - Av. Alberto Lamego, 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes.
  • Stella Marys Meneses de Carvalho Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (NUPEM) – Av. São José do Barreto, 764, São José do Barreto, Macaé.
  • Willian Rodrigues da Costa Marinho Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (NUPEM) – Av. São José do Barreto, 764, São José do Barreto, Macaé.

DOI:

https://doi.org/10.47385/praxis.v13.n26.3320

Palavras-chave:

Educação, Licenciatura, Aprendizado

Resumo

O Ensino de Biologia através de aulas práticas permite a compreensão dos processos biológicos, bem como o papel da Ciência e tecnologia no mundo atual. O objetivo deste estudo foi identificar e discutir a concepção de futuros professores de Ciências/Biologia sobre o uso atividades práticas durante as aulas. Os procedimentos metodológicos envolveram um estudo qualitativo de cunho exploratório durante um curso realizado para futuros docentes do Consórcio Cederj/UENF. Analisando-se os dados nota-se que os graduandos entrevistados consideram importante o uso de atividades experimentais no processo de ensino aprendizagem, mas que há ainda alguns que não conseguem discernir o que é uma atividade prática ou em que momento devem ser utilizadas. Com isso, há muito ainda o que ser estudado e principalmente mudado na estrutura curricular das Universidades para que este tema possa ser abordado com maior vigor, produzindo futuros docentes cada vez mais preparados para o exercício do magistério.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jonatha Anderson Fraga Egidio, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) - Av. Alberto Lamego, 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes.

Graduando em Ciências Biológicas - UENF

Barbara Tapia Brito de Oliveira, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) - Av. Alberto Lamego, 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes.

Graduanda em Ciências Biológicas - UENF

Stella Marys Meneses de Carvalho, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (NUPEM) – Av. São José do Barreto, 764, São José do Barreto, Macaé.

Mestranda em Ambiente, Sociedade e Desenvolvimento -UFRJ/NUPEM, Graduada em ciências Biológicas - UENF.

Willian Rodrigues da Costa Marinho, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (NUPEM) – Av. São José do Barreto, 764, São José do Barreto, Macaé.

Doutorando em Ciências Ambientais e Conservação - UFRJ/NUPEM, Mestre em Ciências Ambientais e Conservação - UFRJ/NUPEM, Graduado em ciências Biológicas - UENF e Graduando em Engenharia Meteorológica - UENF.

Referências

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/ SEF, 1998.

CORACINI, Maria José RF. A teoria e a prática: a questão da diferença no discurso sobre e da sala de aula. DELTA: Documentação de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada, v. 14, n. 1, p. 33-57, 1998.

DA PONTE, João Pedro. Por uma formação inicial de professores de qualidade. 2000. Tese de Doutorado. Universidade do Algarve.

DE LIMA, Daniela Bonzanini; GARCIA, Rosane Nunes. Uma investigação sobre a importância das aulas práticas de Biologia no Ensino Médio. Cadernos do Aplicação, v. 24, n. 1, 2011.

FREIRE. P. Pedagogia da autonomia. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1997.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro de Salles; FRANCO, Francisco Manoel de Mello. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. ed. 1. Moderna: São Paulo. 2015.

KRASILCHIK, Myriam. Prática de ensino de biologia. EdUSP, 2004.

LACERDA G. Alfabetização científica e formação profissional. Educ. Soc. (60): 91 108, 1997.

PRADA, Luis Eduardo Alvarado. Formação participativa de docentes em serviço. Cabral Editora Universitaria, 1997.

PRADA, Luis Eduardo Alvarado; FREITAS, Thaís Campos; FREITAS, Cinara Aline. Formação continuada de professores: alguns conceitos, interesses, necessidades e propostas. Revista Diálogo Educacional, v. 10, n. 30, p. 367-387, 2010.

ROSITO, Berenice Álvares. O ensino de ciências e a experimentação. Construtivismo e ensino de ciências: reflexões epistemológicas e metodológicas, v. 3, p. 195-208, 2003.

SALESSE, Anna Maria Teixeira. A experimentação no ensino de química: importância das aulas práticas no processo de ensino aprendizagem. 2012.

VIVEIRO, Alessandra Aparecida; DINIZ, R. E. da S. Atividades de campo no ensino das ciências e na educação ambiental: refletindo sobre as potencialidades desta estratégia na prática escolar. Ciência em tela, v. 2, n. 1, p. 1-12, 2009.

Downloads

Publicado

18-12-2021

Edição

Seção

Artigos