Derrame pleural: relato de um caso com difícil confirmação de diagnóstico etiológico

Autores

  • Thiago Gadelha Valle Oliveira Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA
  • Rafael Rocha Rezende Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA
  • Vinicius Costa Vieira Universidade Estácio de Sá – UNESA – Rio de Janeiro – RJ
  • Jader Cunha de Azevedo Médico Cardiologista, Mestre em Ciências Cardiovasculares, Professor Adjunto da Disciplina de Clínica Médica – curso de Medicina – Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA – Rio de Janeiro – RJ.

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v8.n21.105

Palavras-chave:

Derrame pleural, diagnóstico diferencial, insuficiência cardíaca.

Resumo

Relata-se o caso de uma paciente de 56 anos com histórico de derrame
pleural (DP) à esquerda encaminhada para o ambulatório de cardiologia
para investigação de insuficiência cardíaca (IC) como possível
fator causal. Esse relato tem como objetivo trazer para discussão um
caso comum na rotina médica, abordando a necessidade de conhecimento
dos fatores etiológicos e diagnósticos da Síndrome de Derrame
Pleural. Os critérios de Light funcionam como importante método de
análise para diferenciação entre DP transudativo e exsudativo, sendo
ainda fundamental a correlação com demais comorbidades encontradas
na história clínica do paciente. Apesar de encontrados fatores de
risco para IC, não se confirmou essa nosologia, sendo adequada uma
melhor investigação diagnóstica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

LIGHT R.W., MACGREGOR M.I., LUCHSINGER P.C., et al. Pleural effu¬sion: The diagnostic separation of transudates and exudates. Ann Intern Med. 1972;77:507-13.

MARANHÃO B., SILVA JR C.T., CARDOSO G.P. Critérios bioquímicos para classificar transudatos e exsudatos pleurais. Pulmão RJ 2005;14(4):315-320.

LIGHT R.W. Pleural Effusion. N Engl J Med 2002; 346(25):1971-7.

GENOFRE E., CHIBANTE A.M.S., MACEDO A.G. Derrame Pleural de Origem Indeterminada. J Bras Pneumol. 2006;32(Supl 4):S204-S210.

NEVES D.D. O valor da adenosina desaminase no diagnóstico diferencial dos derrames pleurais [Tese de Mestrado]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro; 1992.

SILVA JR C.T. Adenosina desaminase “versus” histopatológico pleural: avaliação da importância da toracocentese isolada para o diagnóstico da tuberculose pleural [Tese de doutorado]. Niterói (RJ): Universidade Federal Fluminense; 2000.

NEVES D.D., DIAS R.M., CUNHA A.J.L.A., et al.

Rendimentos de variáveis clínicas, radiológicas e laboratoriais para o diagnóstico da tuberculose pleural. J Bras Pneumol 2004; 30(4) 409-16.

VILLENA V., LÓPEZ E.A., ECHAVE S.J., et al. Estudio prospectivo de 1.000 consecutivos pacientes con derrame pleural. Etiología del derrame y características de los pacientes. Arch Bronconeumol. 2002; 38:21-6.

CARMICHAEL D.S., GOLDING D.N. Rheumatoid pleural effusion with "R.A. cells" in the pleural fluid. Brit. med.J7.1967;2;814.

GOTTEHRER A., ROA J., STANFORD G.G., et al. Hypothyroidism and pleural effusions. Chest 1990;98;1130-1132.

Downloads

Publicado

10-04-2013

Como Citar

OLIVEIRA, T. G. V.; REZENDE, R. R.; VIEIRA, V. C.; DE AZEVEDO, J. C. Derrame pleural: relato de um caso com difícil confirmação de diagnóstico etiológico. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 8, n. 21, p. 81–84, 2013. DOI: 10.47385/cadunifoa.v8.n21.105. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/105. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde