Aplicações fuzzy em estudos da Covid-19

um panorama bibliométrico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v18.n52.4352

Palavras-chave:

Covid-19, Lógica fuzzy, bibliometria, modelos matemáticos, tomada de decisão

Resumo

A Covid-19, por sua alta taxa de transmissão fez com que a Organização Mundial de Saúde decretasse estado de pandemia, sua circulação gerou muitas consequências econômicas, sanitárias e psicossociais, o que criou a necessidade de ações rápidas e assertivas das autoridades competentes. Ferramentas de tomada de decisão como por exemplo os modelos matemáticos preditivos, são necessárias para mitigar os riscos envolvidos nas decisões em tempos de pandemia. O objetivo desta pesquisa é verificar por meio da bibliometria se a comunidade científica tem utilizado a lógica fuzzy, que se torna conveniente ante incertezas, aplicada a estudos da Covid-19 no Brasil e no mundo. Pesquisas biliométricas podem ser úteis pois medem diversas variáveis das pesquisas publicadas em periódicos científicos pelo mundo e através de bases de dados científicas, portanto, são ferramentas que ajudam a direcionar possíveis novas pesquisas e acompanhar a evolução dos temas em estudo. Dentre as observações realizadas nesta pesquisa, viu-se que no momento da extração dos dados e com os critérios adotados, que o Brasil possuía apenas 10 publicações de estudos da Covid-19 com o uso de lógica fuzzy, o que pode ser considerado pouco se comparado a países asiáticos como a China e a Índia por exemplo, portanto é possível que haja muito espaço para pesquisas em nosso país que abordem o assunto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas R. Grillo, Universidade Federal Fluminense

Mestrando em engenharia de produção pela UFF, Engenheiro de produção com especialização em engenharia de segurança do trabalho, professor contratado SEDUC/RJ e Unidombosco Resende/RJ – Brasil.

Vanessa da Silva Garcia, Universidade Federal Fluminense

Doutora em Engenharia Nuclear pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil(2009) Professor Adjunto C da Universidade Federal Fluminense - Pólo Universitário de Volta Redonda , Brasil

Kelly Alonso Costa, Universidade Federal Fluminense

Doutora em Engenharia Civil pela Universidade Federal Fluminense, Brasil(2012) Professora Associada da Universidade Federal Fluminense , Brasil

Referências

BATISTELA, G. C.; SABBATINO, L. A.; SIMÕES, D. Avaliação econômica de projeto: uma abordagem da lógica fuzzy para tomada de decisão. C.Q.D.- Revista Eletrônica Paulista de Matemática, v. 17, p. 255–266, fev. 2020. Disponível em: <https://www.fc.unesp.br/Home/Departamentos/Matematica/revistacqd2228/v17a20-avaliacaoeconomica-de-projeto-uma-abordagem.pdf>. DOI: https://doi.org/10.21167/cqdvol17ermac202023169664gcblasds255266

BRASIL. Coronavírus. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus/o-que-e-o-coronavirus>. Acesso em: 28 set. 2022.

GUEDES, V. L. S.; BORSCHIVER, S. Bibliometria : Uma Ferramenta Estatística Para a Gestão Da Informação E Do Conhecimento , Em Sistemas De Informação , De Comunicação E De. CINFORM - Encontro Nacional de Ciência da Informação, p. 1–18, 2005. Disponível em: <http://dici.ibict.br/archive/00000508/01/VaniaLSGuedes.pdf>.

MORRIS, S. A.; GOLDSTEIN, M. L. Manifestation of research teams in journal literature: A growth model of papers, authors, collaboration, coauthorship, weak ties, and Lotka’s law. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 58, n. 12, p. 1764–1782, out. 2007. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/asi.22883/abstract>. DOI: https://doi.org/10.1002/asi.20661

SHIA, C. SEN; COSTA, I. Sistema fuzzy para análise de riscos em projetos de software através dos atributos da norma de qualidade iso 25000. Revista Produção Online, v. 14, n. 1, p. 321, 15 fev. 2014. Disponível em: <http://producaoonline.org.br/rpo/article/view/1620>. DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v14.i1.1620

SILVA, N. F. DE C. DA et al. Fuzzy Visa: um modelo de lógica fuzzy para a avaliação de risco da Vigilância Sanitária para inspeção de resíduos de serviços de saúde. Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 27, n. 1, p. 127–146, jan. 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000100127&lng=pt&tlng=pt>. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-73312017000100007

SOARES, P. B. et al. Análise bibliométrica da produção científica brasileira sobre Tecnologia de Construção e Edificações na base de dados Web of Science. Ambiente Construído, v. 16, n. 1, p. 175–185, jan. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-86212016000100175&lng=pt&tlng=pt>. DOI: https://doi.org/10.1590/s1678-86212016000100067

SUELA, S. C.; MORETO, E. R.; FREITAS, R. R. DE. Bibliometria e seus Métodos de Pesquisa: Um Estudo nas Bases de Dados Scopus e Web of Science. Revista FSA, v. 18, n. 6, p. 151–168, 1 jun. 2021. Disponível em: <http://www4.unifsa.com.br/revista/index.php/fsa/article/view/2302/491492842>. DOI: https://doi.org/10.12819/2021.18.6.8

Downloads

Publicado

21-06-2023

Como Citar

R. GRILLO, Douglas; DA SILVA GARCIA, Vanessa; ALONSO COSTA, Kelly. Aplicações fuzzy em estudos da Covid-19: um panorama bibliométrico. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 18, n. 52, 2023. DOI: 10.47385/cadunifoa.v18.n52.4352. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4352. Acesso em: 18 jun. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.