A relevância da natação no desenvolvimento psicomotor em crianças de 3 a 6 anos

Autores

  • Chistiane Guimarães Pançardes da Silva
  • Hilda Torres Falcão

Palavras-chave:

Natação. Criança. Desenvolvimento psicomotor. Movimento.

Resumo

Sabendo-se a necessidade da constituição de uma pesquisa na área da ciência biológica, este estudo procura demonstrar a importância da natação, em crianças de 3 a 6 anos, dentro do comportamento humano, especificamente o desenvolvimento psicomotor compreendendo os aspectos mental ou cognitivo na maioria dos movimentos, que são divididos em três tipos básicos de comportamento: contactar, manipular, mover um objeto; mover ou controlar o corpo ou parte dele no espaço e num tempo de sequência breve ou longa sob situações previsíveis ou imprevisíveis; e controlar o corpo ou objetos quando em equilíbrio. O presente estudo teve como objetivo principal compreender quais os benefícios da natação no desenvolvimento psicomotor das crianças na faixa etária de 3 a 6 anos de idade. O contexto teórico-metodológico utilizado foi à revisão bibliográfica, que se caracteriza pelo uso de referências teóricos publicadas com a finalidade de possibilitar contribuições científicas sobre o assunto abordado, sendo fundamentada nos pressupostos de Damasceno (1992); Vitor da Fonseca (2004); Gallahue (2005); Santos (2008). O estudo nos fez perceber que a adaptação ao meio líquido em idade pré-escolar é de extrema importância, pois é nesta fase que se realizam todas as possibilidades de adquisição das habilidades complementares e básicas indispensáveis para o desenvolvimento global em natação. A natação não deverá ser vista somente como um desenvolvimento físico da criança, mas também fundamental a formação da personalidade e inteligência. Sabemos que a prática desse esporte, faz com que ocorra o desenvolvimento das habilidades motoras, funções e os processos corporais, havendo assim um estado de homeostasia fisiológica (estabilidade). Não podemos deixar de considerar que a natação, torna-se uma relevante ferramenta a ser usada no desenvolvimento biopsicossocial da criança, já que a educação psicomotora baseada no movimento faz com que a criança tome consciência do seu corpo, e do seu “meio ambiente”–Espaço e tempo-adquirindo habilmente coordenação dos seus gestos e movimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DAMASCENO, Leonardo. Natação psicomtricidade e desenvolvimento. 1. Brasília: Secretária do desporto, 1992.

FONSECA, Vitor da. Psicomotricidade: filogênese, ontogênese e retrogêenese.2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

______. Psicomotricidade: perspectivas multidisciplinares. Porto Alegre: Artmed, 2004.

FREUDENHEIM, Andréa. (Org). Fundamentos para elaboração de programas de ensino do nadar para crianças. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, 2003.

GALLAHUE, David; OZMUN, John.Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. São Paulo: Phorte, 2005.

LE BOULCH, Jean. O desenvolvimento psicomotor: Do nascimento aos 6 anos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

LE BOULCH. Educação psicomotora. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

OLIVEIRA, Gislene de Campos. Psicomotricidade: Educação e reeducação num enfoque psicopedagógico. 9ª ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

REIS, Jayme. A natação na sua expressão psicomotriz. Porto Alegre: UFRGS, 1982.

SANTOS, Rafael. Psicomotricidade. São Paulo: scribd, 2008.

TAILLE, Yves; OLIVEIRA, Marta; DANTAS, Heloísa. Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.

FREUDENHEIM A.M. (Org) O nadar: uma habilidade motora revistada. São Paulo: CESPEUSP, 1995.

Downloads

Publicado

2018-06-04