Atletas para o século: iniciação esportiva multilateral

Autores

  • Daniel Alves Ferreira Junior
  • Amanda Batista de Lima
  • Andréia Bonatto Kolinsque
  • Wiviane Barros Ribeiro

Palavras-chave:

Iniciação esportiva. Multilateralidade. Especialização precoce.

Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar as possíveis relações entre a formação esportiva pautada nos princípios da preparação esportiva multilateral e o desenvolvimento de talentos esportivos em contraposição à especialização esportiva precoce. A metodologia utilizada foi a revisão bibliográfica através de um estudo descritivo. Há um consenso nas ciências do esporte de que para o desenvolvimento de um talento esportivo é necessário que seja realizado um bom trabalho de base, ou seja, que durante a fase de iniciação sejam utilizados os estímulos de maneira correta e oportuna. O período de iniciação é marcado pela finalização dos processos maturacionais, grande desenvolvimento da cognição e do domínio motor, sensibilidade extrema para novas aprendizagens e desenvolvimento físico. Entretanto, utilizar um período tão rico quanto esse para desenvolver habilidades referentes a uma modalidade esportiva apenas, é no mínimo restringir as possibilidades da infância. Justamente contrapondo ao modelo especializante é que pretendemos justificar as razões de uma iniciação esportiva universal, embasada na formação multilateral. O objetivo do desenvolvimento multilateral é o de melhorar a adaptação geral, sendo que, as crianças e jovens que desenvolvem uma elevada quantidade de habilidades e capacidades motoras têm mais possibilidade de adaptar-se a cargas de treino mais intensas, sem sofrerem o stress associado à especialização precoce. O modelo de iniciação esportiva que encontramos hoje, na maioria das escolinhas, é o de especialização precoce, visando apenas o resultado esportivo. Os treinadores desejam que as crianças aprendam na mais tenra idade, a vencer a qualquer custo. Para alguns profissionais ocupar o lugar mais alto do pódio torna-se mais importante que desenvolver-se a partir da prática esportiva. Dentre os principais resultados encontrados na pesquisa destacamos o fato de que os atletas envolvidos em sistemas baseados no desenvolvimento multilateral, centrado no regime de longo prazo, tendem a obter os melhores resultados após os 18 anos em razão de respeitarem os processos de maturação biopsicossocial e, por isso, sincronizam as fases de treinamento com as fases de desenvolvimento e amadurecimento pessoal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-06-04