A utilização da aprendizagem baseada em problemas na compreensão e discussão do licenciamento ambiental de uma usina hidrelétrica nas disciplinas de Planejamento Ambiental e Direito e Legislação Ambiental na Engenharia Ambiental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v18.n52.4366

Palavras-chave:

Metodologias Ativas; aprendizagem baseadas em problemas; licenciamento ambiental; planejamento ambiental; Legislação Ambiental.

Resumo

A pesquisa ora pretendida pauta-se na discussão e importância da utilização de metodologias ativas para dinamizar o processo de ensino-aprendizagem em sala de aula e facilitar a compreensão do discente acerca das peculiaridades e complexidades que envolvem um processo de licenciamento ambiental de grande potencial ofensivo aos recursos ambientais definidos pela lei federal nº 6.938/81 (Política Nacional do Meio Ambiente) e que fazem parte do conteúdo programático das disciplinas de Planejamento Ambiental e de Direito/Legislação Ambiental alocadas na grade curricular do oitavo período do curso de Engenharia Ambiental do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA). A ampla discussão que envolve um processo de licenciamento ambiental de uma grande usina hidrelétrica fictícia em região de grande diversidade biológica de fauna e flora, presença de populações tradicionais e povos indígenas e farta hidrografia são peculiaridades que fazem parte do caso de ensino e que figura como instrumento de avaliação bimestral da disciplina de Planejamento Ambiental e Direito/Legislação Ambiental onde os discentes são instados a atuar para defender os interesses dos atores sociais integrantes da audiência pública proposta. No cenário criado para o debate e obtenção da licença de instalação de um empreendimento de grande complexidade foram introduzidas particularidades que possam induzir e estimular os discentes-participantes a problematizar e pela qual o sujeito ativo (discente) busca soluções para a realidade apresentada e se torna capaz de transformá-la pela sua própria ação, ao mesmo tempo em que se transforma. Pretende-se secundariamente promover a interdisciplinaridade das disciplinas acima apresentadas, bem como preparar o egresso para lidar com situações de pressão no exercício de funções peculiares da profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Jácome Gurgel Júnior, Centro Universitário de Volta Redonda- UniFOA

Doutor em Ciências Ambientais e Florestais, Professor do curso de Engenharia Ambiental e Engenharia Civil do UniFOA.

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações determinadas pelas Emendas Constitucionais de Revisão nos 1 a 6/94, pelas Emendas Constitucionais nos 1/92 a 91/2016 e pelo Decreto Legislativo nº 186/2008. – Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2016.

BRASIL. Decreto Federal nº 4.339/02. Institui Princípios e Diretrizes para a implementação da Política Nacional da Biodiversidade. Brasília, DF: Presidência da República, 1967.

BRASIL. Lei Federal nº 5.371/67. Autoriza a instituição da “Fundação Nacional do Índio” e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 1967.

BRASIL. Lei Federal nº 6.001/73. Estatuto do índio. Brasília, DF: Presidência da República, 1973.

BRASIL. Decreto Federal nº 6.040/07. Institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais. Brasília, DF: Presidência da República, 2007.

BRASIL. Lei Federal nº 7.347/85. Ação Civil Pública. Brasília, DF: Presidência da República, 1985.

BRASIL. Lei Federal nº 9.433/97. Política Nacional de Recursos Hídricos. Brasília, DF: Presidência da

República, 1997.

BRASIL. Lei Federal nº 9.605/98. Lei de Crimes Ambientais. Brasília, DF: Presidência da República, 1998.

BRASIL. Lei Federal nº 9.795/99. Lei de Educação Ambiental. Brasília, DF: Presidência da República, 1999.

BRASIL. Lei Federal nº 9.985/00. Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Brasília, DF: Presidência

da República, 2000.

BRASIL. Lei Federal nº 10.257/01. Estatuto da Cidade. Brasília, DF: Presidência da República, 2001.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Resolução CONAMA Nº 001, de 23 de janeiro de 1986.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Resolução CONAMA Nº 009, de 03 de dezembro de 1987.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Resolução CONAMA Nº 237, de 19 de dezembro de 1997.

BORGES, T. S.; ALENCAR, G. Metodologias ativas na promoção da formação crítica do estudante: o uso das metodologias ativas como recurso didático na formação crítica do estudante do ensino superior. Cairu em Revista. jul./ago. 2014, Ano 03, n° 04, p. 1 19-143.

GOMES, R. M.; BRITO, E.; VARELA, A. Intervenção na formação do ensino superior: a aprendizagem baseada em problemas (PBL). Revista Interacções, nº 42, pp 44-57. 2016.

MARIN, M. J. S.; LIMA, E. F. G.; PAVIOTTI, A. B.; MATSUYAMA, D. T.; da SILVA, L. K. D.; GONZALEZ, C.; DRUZIAN, S; ILIAS, M. Aspectos das fortalezas e fragilidades no uso das Metodologias Ativas de Aprendizagem. Revista Brasileira de Educação Médica, 34 (1): p. 13–20; 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-55022010000100003

RIBEIRO, L. R. C.; MIZUKAMI, M. G. N. Uma implementação da aprendizagem Baseada em Problemas (PBL) na Pós-Graduação em engenharia sob a ótica dos alunos. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 25, p. 89-102, set. 2004. DOI: https://doi.org/10.5433/1679-0383.2004v25n1p89

SOUZA, S. C.; DOURADO, L. Aprendizagem baseada em problemas (ABP): um método de aprendizagem inovador para o ensino educativo. Revista HOLOS, Ano 31, v. 05, 19 p. 2015. DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.2880

Downloads

Publicado

27-07-2023

Como Citar

GURGEL JÚNIOR, Francisco Jácome. A utilização da aprendizagem baseada em problemas na compreensão e discussão do licenciamento ambiental de uma usina hidrelétrica nas disciplinas de Planejamento Ambiental e Direito e Legislação Ambiental na Engenharia Ambiental. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 18, n. 52, 2023. DOI: 10.47385/cadunifoa.v18.n52.4366. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4366. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>